Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

24/04/2008 - Diário Catarinense Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Quadrilha é detida em Balneário Camboriú

Por: Patricia Zomer


Uma quadrilha de tráfico de drogas e estelionato foi desmantelada no litoral Norte de Santa Catarina.

Na quinta-feira, a Polícia Civil cumpriu sete mandados de busca, dois em Itajaí e cinco em Balneário Camboriú, onde quatro pessoas foram presas em flagrante.

A quadrilha está sendo investigada desde julho do ano passado e a polícia acredita que pelo menos mais 12 pessoas estejam envolvidas nos crimes.

— Eles estão agindo na região há mais de um ano, vendendo drogas, falsificando documentos e clonando cartões de crédito. Com as prisões efetuadas, será mais fácil chegar até os outros participantes da quadrilha — disse o delegado da Central de Investigações de Balneário Camboriú, André Manoel de Oliveira Filho.

Célia Regina Kluser, 27 anos, e Gilmar de Lira da Silva, 23 anos, foram detidos no apartamento dela, na Rua 1650, no Centro. Silva é apontado pela polícia como o responsável por trazer pessoas de São Paulo para clonar cartões em Santa Catarina.

Na residência foram apreendidos dois cartões clonados, 16 gramas de cocaína, uma balança de precisão, e R$ 1,962 mil em dinheiro.

Na casa de Rafael Encke, 27 anos, a polícia encontrou 30 gramas de cocaína e uma balança de precisão.

Luiz Roberto da Silva, 48 anos, estava em liberdade condicional e quando avistou a polícia tentou se desfazer da droga que guardava em casa. Ele jogou 20 papelotes de cocaína em um poço, mas a droga caiu em uma garagem e o flagrante foi constatado. Com ele também foi apreendida uma balança de precisão.

Em um apartamento da Rua 3700, na Barra Sul, em Balneário Camboriú, a polícia encontrou pouca quantidade de maconha, cocaína, crack e um comprimido de ecstasy, além de US$ 1,1 mil.

O advogado da proprietária do apartamento entrou em contato com o delegado André Manoel de Oliveira Filho e disse que a cliente é dependente química, mas não tem envolvimento com a quadrilha. Ela deve se apresentar até segunda-feira para prestar depoimento.

Nas outras três residências onde a polícia cumpriu os mandados de busca, foram apreendidos diversos cartões de créditos, celulares, balanças de precisão, pequena quantidade de cocaína e documentos, mas nenhum suspeito foi localizado.

Um carro Audi, dois Gol, e uma moto também foram apreendidos. No final da tarde, os presos foram encaminhados para o Presídio Regional de Balneário Camboriú. A polícia quer localizar os outros suspeitos de fazerem parte da quadrilha. Trinta policiais participaram da operação.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 324 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal