Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

24/04/2008 - O Diario do Norte do Paraná Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Uso de documentação falsa será apurado

Por: Murilo Gatti


A Secretaria da Administração da Prefeitura de Maringá abriu um Procedimento Administrativo Disciplinar no dia dois de abril para apurar a responsabilidade funcional de oito agentes de vigilância, que utilizaram comprovantes falsos de conclusão do Ensino Médio no processo de seleção dos patrulheiros da Guarda Municipal, no final do ano passado.

O secretário da Administração, Gílton Domingues Bonneau, explicou que a fraude começou a ser apurada em dezembro pela Prefeitura.

“No dia 14 de dezembro recebi uma carta anônima que nominou algumas pessoas e apontou que os comprovantes de conclusão do Ensino Médio delas eram falsificados”, disse.

Bonneau contou ter encaminhado o material para a Secretaria de Controle Interno e pediu para verificar se os documentos eram ou não falsificados.

“Após as investigações, a Controladoria apontou que os comprovantes de conclusão do Ensino Médio, emitidos por uma instituição de Nova Esperança, eram falsos”, contou.

O responsável pela instituição que emitiu os documentos foi questionado durante a investigação e, por meio de correspondência, assumiu o erro e informou que iria corrigir a situação.

“Vamos tomar providências para regularizar porque o erro foi cometido por nossa instituição”, aponta o documento recebido.

Segundo o secretário da Administração, esta também foi a alegação dos oito servidores acusados da fraude.

“Os vigilantes alegam que foram vítimas, que freqüentaram a escola e fizeram as provas para conseguir o documento. O que precisamos deixar claro, neste momento, é que todos são inocentes até que se prove o contrário”, considerou.

Bonneau lembrou que durante o processo de seleção dos patrulheiros da Guarda Municipal, uma das primeiras exigências feitas pela Prefeitura era de que os selecionados tivessem o Ensino Médio completo. “A primeira eliminação foi esta, depois ocorreram outros testes”, declarou.

O Procedimento Administrativo Disciplinar vai ser conduzido pela Comissão Permanente de Processo Administrativo Disciplinar da Prefeitura, que segue as regras do Estatuto do Servidor.

Ao final do procedimento, os servidores que apresentaram os documentos falsos poderão sofrer punições que vão de uma simples advertência, uma suspensão temporária e até a demissão.

Suspensão

Entre os dias primeiro e 15 de abril, um guarda municipal ficou suspenso do trabalho após um processo disciplinar, instaurado em 2006, considerar que ele foi culpado por desrespeitar o superior com palavras de baixo calão.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 290 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal