Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

24/04/2008 - Portal Amazônia Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

PF apreende medicamentos falsos em Manaus


MANAUS - Caixas de medicamentos para disfunção erétil, como Cialis e Viagra, antibióticos, analgésicos e vitaminais foram apreendidas, na quinta-feira, 24, no Centro de Manaus e no bairro Vieiralves, na zona Centro-Sul.

A operação chamada ‘Salus’ foi uma ação conjunta entre Polícia Federal, a Agência de Vigilância Sanitária (Anvisa) e a Coordenadoria de Vigilância Sanitária (CVisa) da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa).

“Mais de uma tonelada de medicamentos foi apreendida. Tudo era falsificado. Da embalagem ao comprimido oferecido ao cliente. E, pelo que apuramos, há dezenas de caixas de medicamentos importados vindos do Equador, Colômbia e Peru”, disse o chefe da assessoria de Segurança Institucional da Anvisa, Adilson Bezerra.

“Estivemos em seis estabelecimentos, em quatro encontramos produtos irregulares e em três efetuamos prisão. Os estabelecimentos Casa Gel (rua Rocha dos Santos, Centro), Nunes Variedades (rua Coronel Sérgio Pessoa, Centro) e Casa Ceará (rua Leovegildo Coelho, Centro), além de ter tido mercadoria apreendida, foram lacrados pela Anvisa”, disse o delegado da Polícia Federal (PF) e comandante da Operação, Domingos Sávio Pinzono.

Crime de falsificação e adulteração

“Os proprietários destes comércios foram presos em flagrante e responderão pelo crime de contrabando, previsto no Artigo 334 do Código Penal Brasileiro, e pelo crime de falsificação e adulteração de medicamentos, previsto no Artigo 273. Entretanto, não podemos divulgar os nomes dos presos”, afirmou o delgado.

O Jornal Diário do Amazonas apurou que um dos presos é Ezequiel Matos Nunes, dono da loja Nunes Variedades.

O delegado informou ainda que a operação só aconteceu por causa da união dos órgãos. “Fazemos o serviço que nos cabe e a Anvisa e a CVisa fiscalizaram o armazenamento, procedência e histórico de cada mercadoria e conseguimos atingir o objetivo que era apreender medicamentos falsificados”.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 258 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal