Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

24/04/2008 - Paraná Online Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Golpista tenta dopar casal de idosos para limpar a casa no Xaxim

Por: Valéria Biembengut


Um rapaz, aparentando 25 anos, aproveita o medo da dengue e tenta lesar moradores do Xaxim. Vestindo um jaleco de uma instituição de ensino profissionalizante, ele procura idosos para aplicar golpes ou cometer assaltos. Foi o que aconteceu com Odival Rodrigues, 71 anos, e Avani da Costa Rodrigues, 67. O bandido pretendia dar sonífero para as vítimas e, talvez, amarrá-las.

O casal foi salvo por uma visita inesperada e o desconhecido deixou no local dois comprimidos e uma fita adesiva.

Avani mantém uma pequena mercearia ao lado de sua casa, na Rua Constantino José de Alencar, para ajudar nas despesas domésticas. Na segunda-feira, apesar do feriado, um rapaz, se identificando como “agente da denge”, explicou que havia foco de dengue no bairro e pediu para vistoriar a casa.

Interrogatório

Como Avani é comunicativa, o jovem não teve dificuldades de se aproximar e perguntar sobre a rotina da família. “Ele queria saber quem morava aqui. Então, ele disse que precisávamos tomar um remédio, porque havia um foco da dengue na minha casa”, relatou a mulher.

Em seguida, o homem, descrito como moreno claro, 1,72 metro e boa aparência, falou para o casal que ia buscar o medicamento e voltou 15 minutos depois. Para surpresa do bandido, uma amiga foi visitar o casal

e conversava com Avani. Mesmo assim, o desconhecido resolveu esperar. “Ele tomou coca-cola, comeu bolachinhas, docinhos. Só que, como a conversa nunca tinha fim, o jovem deixou o remédio e foi embora. Eu não tomei. Fiquei com medo”, relatou Avani.

Ela telefonou para o 190, da Polícia Militar, e foi orientada a entrar em contato com a Prefeitura através do 156, onde a atendente pediu para que ela procurasse um posto de saúde. “Lá me falaram que era sonífero”, contou.

Segundo ela, além de sua casa o desconhecido foi em mais duas residências e queria saber o número de moradores. Porém, só tentou aplicar o golpe em Avani e Odival.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 270 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal