Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

23/07/2006 - O Liberal Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Golpista preso em flagrante faz apologia ao crime


Cleber José Kancio, de 20 anos, foi preso ontem por soldados do Exército e levado para a Seccional de São Brás acusado de estelionato. Ele confessa o crime: 'Eu vivo disso, como é que eu vou parar? O cara quando se acostuma a ganhar dinheiro fácil, não para por qualquer coisa'. Cleber foi detido na travessa 14 de Março, com a avenida Gentil Bittencourt. Ele estava dando golpes próximo ao caixa eletrônico de uma agência da Caixa Econômica Federal, na avenida Braz de Aguiar, e saía do local com R$ 850,00 no bolso.

Não contava que a vítima pudesse descobrir o golpe e voltasse a tempo de acionar a polícia e conseguir de volta seu dinheiro. Kâncio estava no caixa, quando se aproxima uma senhora e lhe pede ajuda para sacar R$ 150,00. Prontamente, o golpista, bem vestido, com sapato social, calça de linho, camisa mangas compridas e gravata, prontifica-se a atender a senhora. Ele saca o dinheiro e entrega para a vítima, que também leva um cartão de crédito, pensando que era o seu. O verdadeiro cartão dela estava nas mãos de Cleber, que aproveitou e sacou R$ 850,00 da conta da senhora e saiu do banco. 'Ela levou o dela e eu levei o meu', sublinhou convicto.

Na Seccional de São Brás para onde foi encaminhado, Cleber assumiu o crime. Ele age como golpista há três anos. Há 1 ano e 6 meses ele foi preso no município de Tucuruí, acusado de estelionato. Ficou durante 6 meses e 15 dias recolhido no Centro de Recuperação Regional de Tucuruí. Depois ganhou a liberdade provisória. O que surpreende é a audácia do bandido nas declarações que faz. 'Enquanto os pregos (vítimas, otários) ainda caírem nesse golpe, eu tô metendo a ficha. O que essas pessoas têm que fazer é assumir que são pregos, como é que elas vão pedir ajuda a um estranho. Será que elas não lêem jornal e não vêem televisão?', indaga. Clebar continua:

Ele não se importa com a prisão. 'O bom nessa história é que a minha bronca é afiançavel e eu tenho dinheiro'.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 444 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal