Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

19/04/2008 - Última Hora News Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Estelionato a moda suíça

Por: Eduardo Carvalho


O falso colégio ‘oficial’ do Consulado Suíço em Campo Grande, foi denunciado a polícia que abriu competente inquérito para apurar a veracidade de uma mãe de aluno indignada pelo nenhum aproveitamento escolar de seu filho, estudante do lugar.
O educandário ‘especializado’ em línguas tinha como endereço a galeria Itamaraty, centro da capital.
Quem denunciou a arapuca escolar e que detinha nome de entidade consular foi a radiologista Neide Aparecida Lauber, 35 anos e mãe de um dos alunos vitima da arapuca. Segundo as alegações da radiologista a escola não detinha registro no Consulado da Suíça, conforme as alegações e que ainda seu dono estaria se utilizando de documentos falsos. O suposto nome do professor seria Zischen Antoine Andrade Hegel.

Indignada a mãe confessa: “Caí em um golpe!” Ela pagava cerca de R$ 120,00 reais mensais a titulo de mensalidade escolar, para que seu filho de 15 anos, estuda-se alemão e inglês, apesar disso o aproveitamento escolar em curso normal era abaixo do esperado, ou seja, o menor não aprendeu nada daquilo proposto pelo suposto estabelecimento escolar e com garantia de pertencer a um órgão consular.
O rapaz, estudou cerca de um ano e meio no estabelecimento de ‘ensino’ mas não obteve rendimentos curriculares a altura do proposto.
A radiologista então, procurou a polícia e registro B.O no 1 DP, contra Zischen Hegel, cidadão de origem suíça. Zischen é acusado de estelionato, já que quando contratou o aluguel da sala onde funcionava o estabelecimento de ‘ensino’ era outro o nome utlizando como contratante: Silvio Andrade Saraiva. No local onde funcionava a escola de idiomas, ninguém fala sobre o assunto.
A contadora Andréia Antunes, 35, disse também que sua filha reclamava J.N de 15 anos reclamava e desconfiava do professor, pois ele não sabia gramática e que seu modo rígido educacional transmitia medo aos alunos. A falsa escola ‘funcionava’ na sala 72 do 7º andar do edifício Itamaraty na rua 14 de Julho.

Rigidez nos trajes ‘escolares’

Os alunos eram obrigados a se trajarem de calça social preta, camisa branca e gravata com uma cruz vermelha, que ‘representava’ o símbolo da bandeira da Suíça. Certificados de conclusão de curso não existirão e espera-se que outros não sejam vítimas do golpista ‘suiço’.
O estelionatário sumiu e ninguém consegue nem ao telefone contato, já com o cônsul da Suíça em São Paulo, Hans Hauser é taxativo quando diz que não existem escolas de línguas ligadas ao consulado, e vai mais além: “desconheço esse caso, mas vamos averiguar quem estaria utilizando-se do nome do órgão consular de meu país” segundo a polícia cerca de 47 pessoas serão ouvidas na condição de testemunhas e o caso amplamente investigado.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 937 vezes




Comentários


Autor e data do comentário: Eliane Lemos - 17/03/2012 21:42

Olá, li a matéria sobre esse estelionátario e gostaria de saber quais outros golpes ele aplica, continua em CG? Age em familia?


Autor e data do comentário: Anonymous - 27/09/2011 09:12

Eduardo Carvalho, gostaria muito de falar com você a respeito desse pilantra. Responda, que enviarei meu e-mail para conversar, quero derrubar esse cara.


Autor e data do comentário: Hell - 13/08/2010 18:56

Sei onde encontrá-lo. Ele continua aplicando golpes.



O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal