Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

14/04/2008 - Diário do Nordeste Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Denúncias de fraudes marcam seleção do Samu


Atraso e reclamações de candidatos marcaram a realização da seleção pública temporária do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) Regional, que contempla municípios do Eusébio até Aracati. Maria Ilanir da Silva Aguiar e Luís Wlater Moura Araújo denunciaram que as provas não tinham lacre e expostas sobre a mesa.

Juliana Pinajé denunciou o uso de aparelhos celulares ligados, no momento da realização da prova. “Isto é fraude”, disse a candidata por se sentir prejudicada com a irregularidade.

O concurso contou com mais de 5 mil candidatos inscritos da Capital e do Interior, e a previsão é de que o resultado seja divulgado em uma semana.

“Esperamos que a contratação seja o mais breve possível”, disse João Batista Tomaz, médico da Escola de Saúde Pública do Estado, que coordenou a aplicação da prova para os 3.949 candidatos ao cargo de auxiliar de enfermagem, que concorriam a 75 vagas.

Os postulantes do nível médio realizaram a prova na Faculdade Integrada do Ceará (FIC) da Aldeota, onde houve reclamações de alguns candidatos. A prova começou às 8h45. Alguns não puderam entrar, como foi o caso de Antônia Dantas de Sousa, atribuindo o atraso ao engarrafamento no Centro da cidade. “Estava sendo realizada a maratona pelo aniversário de Fortaleza”.

O coordenador da seleção dos candidatos de nível médio explica que o horário oficial para a realização do exame era das 8h às 12h. Foi dada a tolerância de 30 minutos devido à chuva e ao trânsito. “Os portões foram fechados às 8h30 e a prova começou às 8h45”, disse, esclarecendo que quase mil candidatos não sabiam qual o número da sua sala.

Explicações

O fato acorreu, principalmente, com candidatos do Interior, que não acessaram a Internet para verificar o local exato da prova. Com relação aos celulares ligados, disse que segundo os fiscais, “foi apenas o alarme que tocou”.

Por isso, a comissão achou por bem não eliminar a candidata já que ela não atendeu à chamada. “Os fiscais são os nossos olhos, portanto devemos confiar neles”, justificou.

O coordenador garante que as provas foram entregues lacradas. “Não vemos nenhuma gravidade em uma prova estar virada em cima da mesa”, disse, assegurando que ninguém teve acesso ao documento. Portanto assegura que o concurso é isento e o interesse é de escolher os melhores.

Nível superior

Os candidatos de nível superior realizaram prova na FIC do Bairro Edson Queiroz, que começou às 8h10, conforme informou o coordenador, médico Romero Esmeraldo. Foram inscritos 111 médicos, 95 farmacêuticos, além de 949 enfermeiros.

São oferecidas 40 vagas para médicos; 20 para enfermeiros; e apenas uma vaga para farmacêutico. “A maioria dos candidatos foi pontual”, disse o coordenador, explicando que para os cargos de nível superior será realizada a prova de títulos.

No último dia 10, o Ministério Público do Estado, através da Promotoria de Justiça de Defesa da Saúde Pública, ingressou com uma ação Civil Pública com pedido de antecipação de tutela contra o Estado, para impedir a realização do exame. Os coordenadores afirmaram que, até o momento da prova, não haviam recebido nenhuma notificação, por isso o exame foi realizado.

O objetivo da Ação é impedir a contratação dos profissionais pelo regime celetista (de acordo com a Consolidação das Leis do Trabalho), mas sim por concurso público regular.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 237 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal