Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

11/04/2008 - Gazeta do Sul Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Defesa do consumidor alerta para novos golpes

Por: Ricardo Düren


Após seis meses atuando na Missão de Paz no Haiti, um militar santa-cruzense volta para casa e, dias depois, percebe estar com o nome na Serasa. Investigando o motivo, descobre uma dívida em seu nome, com uma operadora de celular. Logo verifica que a conta se deve a ligações feitas durante o período em que nem esteve no Brasil e, por fim, conclui que teve os dados pessoais utilizados na abertura de uma linha fantasma.

Este é um dos casos de golpe atendidos recentemente pelo Escritório de Defesa do Consumidor (Edecon) de Santa Cruz do Sul. A equipe ainda não sabe como os golpistas tiveram acesso aos dados do militar, mas descobriu-se que a conta foi aberta com documentos falsos. Foram apresentados CPF e carteira de identidade com os dados da vítima, mas com a foto de outra pessoa.

O número de consumidores lesados por golpes em Santa Cruz impressiona o novo coordenador do Edecon, Paulo Sperb Jr. Só nos últimos dez dias chegaram ao órgão cinco situações que podem até ser classificadas como estelionato. Preocupada, a equipe do escritório decidiu alertar a comunidade.

Segundo Sperb, cobranças por bens ou serviços não solicitados e compra de produtos que acabam nunca chegando ao consumidor têm se tornando comuns. “Atraídas por grandes ofertas, as pessoas acabam caindo nos golpes. É preciso cuidado com promessas milagrosas. Muitas vezes, o mais seguro é optar pelo mais caro”, comenta. Confira no quadro abaixo as novas modalidades de golpes.

FIQUE DE OLHO

•• Contas fantasmas
O golpista abre contas telefônicas ou até bancárias usando dados pessoais de outra pessoa – no caso, da vítima. Desta forma, dá telefonemas, movimenta dinheiro e, em alguns casos, até emite cheques em nome de alguém que nem sabe do esquema.
Como evitar:
-Nunca passar a estranhos dados pessoais, como registro geral e CPF. Há golpistas que obtêm tais dados ligando para a vítima e fingido serem servidores públicos
-Em caso de perda de documentos, logo efetuar registro de ocorrência na polícia. Na perda ou roubo de celulares, deve-se logo solicitar o bloqueio do aparelho à operadora, anotando o número do protocolo de atendimento, e fazer a ocorrência policial.

•• Taxa misteriosa
Prestação de serviços não solicitados pelo consumidor e respectiva cobrança. Já houve casos de companhias telefônicas cobrando taxas por vantagens disponibilizadas sem o interesse do cliente.
Como evitar:
- Conferindo as taxas nas faturas. Em caso de irregularidades, o Edecon pode ser acionado.

•• Compras a distância
Venda de protudos fantasmas por telefone, mediante anúncios publicitários, ou via internet. O cliente realiza o depósito em uma conta bancária mas não recebe a mercadoria.
Como evitar:
- Não fazendo negócios com estranhos por telefone.
- Em transações via internet, utilizar administradores virtuais de confiança e que possam servir como intermediários, onde o site recebe o dinheiro e só o repassa ao vendedor após a entrega da mercadoria. O serviço é mais caro, mas garante a entrega.

•• Assinatura indesejada
A vítima é abordada por pessoas que oferecem produtos grátis ou brindes mediante preenchimento de cadastro. Também é solicitado o número do cartão de crédito como dado a ser cadastrado. Mais tarde, o consumidor recebe via correio revistas e, na fatura dos cartões, a cobrança pela assinatura. O golpe é parecido com o das almofadas fisioterápicas, onde idosos ficavam com o produto para “testá-lo” e depois descobriam estar pagando, via desconto na aposentadoria, prestações pela mercadoria.
Como evitar:
-Desconfiando e recusando tais propostas.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 254 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal