Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

07/12/2005 - Jornal da Mídia Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Engenheiro preso ao tentar golpe do seguro de veículo


Salvador - O engenheiro mecânico César Augusto da Silva, 29 anos, natural da cidade de São Caetano (SP), foi preso por agentes da Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos de Veículos (DRFRV) ao registrar uma queixa do furto simulado do seu veículo Astra, placa DDC-0035, licença de São Bernardo do Campo (SP), com a finalidade de aplicar um golpe e receber o seguro de R$ 30 mil. O curioso é que o engenheiro foi até a delegacia usando um outro carro, o VW Fox, modelo 2005, com placa fria FOX-7535, também de São Paulo, que fora roubado naquele estado.

Depois de cair em contradição César Augusto acabou confessando o plano e foi autuado em flagrante por estelionato e receptação, pelo delegado Nilton Tormes, plantonista da DRFRV. Ele indicou o colega de prenome Daniel, como envolvido na tentativa de golpe contra a seguradora Porto Seguro e de ter-lhe passado o Fox, roubado em São Paulo. O engenheiro trabalha para uma empresa que presta serviço à montadora Ford, em Camaçari, e está na Bahia, há quatro meses, morando na casa de um irmão, no condomínio Vilas do Atlântico, em Lauro de Freitas.

Daniel, que é técnico em mecânica e trabalha para outra empresa terceirizada da Ford, teria fugido com o Astra supostamente furtado e ao ser informado da prisão pela família do engenheiro, desapareceu e não atende o celular.

Inicialmente, César procurou a delegacia na noite de ontem (06), 24 horas, depois do suposto furto, para queixar-se que tinha estacionado o carro às 21 horas, em uma rua do bairro da Boca do Rio. Segundo a versão, ao retornar às 23h45, não tinha encontrado o veículo. Os policiais desconfiaram, primeiro pela demora em comunicar o suposto furto e segundo, o Astra modelo 2001, tem um código nas chaves e não pode ser furtado, já que é impossível a ignição aceitar outra chave copiada sem seu código original de fábrica. O carro só pode ser levado no caso de um assalto, com o ladrão tomando a chave do proprietário.

Após várias contradições, ele resolveu confessar a tentativa de golpe. Disse que tinha passado o carro para o seu colega Daniel, sem saber o paradeiro dele. Em seguida, os agentes descobriram que o engenheiro estava de posse do Fox roubado em São Paulo.

O acusado disse que não sabia a procedência do veículo, que lhe fora entregue também por Daniel. César Augusto tem casamento marcado para sábado, mas permanece preso à disposição da Justiça. Os agentes da DRFRV realizam investigações coordenadas pela delegada titular Francineide Moura, com objetivo de levantar a identidade completar de Daniel e prendê-lo.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 640 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal