Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

06/07/2006 - Última Hora Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Deputado frauda diploma e ingressa em faculdade




[ Nacional ]
06/07/2006 15:09
Por: Redação/RR

Deputado frauda diploma e ingressa em faculdade

Vice-presidente da Comissão de Educação da Assembléia Legislativa de São Paulo, o deputado Geraldo Dias Lopes (PMDB), 52 anos, apresentou certificado falso de conclusão do ensino médio para realizar curso de marketing de varejo na faculdade Radial, na capital paulista, no qual se graduou em 2005. Lopes, que cursou apenas o ensino fundamental, admitiu a fraude, mas negou a culpa. Para o parlamentar, a denúncia tem motivação política.

De acordo com o jornal Folha de S.Paulo, o documento apresentado pelo deputado à Radial, na hora da matrícula, "atesta" que Lopes concluiu os estudos do ensino médio no colégio estadual Edvaldo Fernandes, de Salvador (BA), entre 1996 e 1997. Porém, nesse período, Geraldo trabalhava diariamente em São Paulo.

A fraude também teve confirmação da funcionária do colégio Antônia Amorim, segundo a qual o deputado "nunca estudou" no local. Geraldo Dias Lopes garante que não agiu de má-fé e supunha que o certificado era regular. Lopes afirma ter pagado uma taxa entre R$ 300 e R$ 400 a um intermediário em São Paulo e, diz, chegou a fazer prova na capital baiana. O documento, segundo ele, foi enviado pelo correio após cerca de seis meses.

A emissão irregular do certificado foi realizada por dois servidores, um diretor e uma secretária - denunciados à Secretaria da Educação da Bahia e exonerados em 2001, após dois anos de apuração. A direção da Radial informou que não tem condições de verificar a autenticidade de todos os certificados que recebe.

O Ministério da Educação informou, por meio de sua assessoria, que a validade do diploma de ensino superior poderá ser contestada somente pelo Ministério Público. Caso o diploma seja anulado, o deputado poderá ainda tentar a convalidação no Conselho Nacional de Educação.




Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 466 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal