Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

31/03/2008 - 24 Horas News Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

CGU aponta fraude e desvio em município de Mato Grosso


Fraudes generalizadas em licitações e desvios de recursos são irregularidades comuns a praticamente todos os municípios fiscalizados que constam do último relatório divulgado pela Controladoria Geral da União. Dos 60 municípios fiscalizados, 14 aparecem como beneficiados com liberações de pouco mais de R$ 1,2 milhão em recursos federais no site da própria CGU.

Estão na lista de cidades as prefeituras de Campos Belos, em Goiás, Fazenda Rio Grande (PR), Valença (BA), Porto Xavier (RS), Salinas (MG), Alto Boa Vista (MT), Ponte Ala do Tocantins (TO), Brejinho (RN), Arcoverde (PE), Catarina e Quiterianópolis, no Ceará, Dom Pedro (MA), Gurinhém e Catingueira, na Paraíba.

A prefeitura de Campos Belos (GO) foi uma dessas agraciadas, mesmo constando no relatório da CGU como uma das campeãs de irregularidades. A prefeitura, antes de ser incluída no relatório da CGU, era alvo do Tribunal de Contas da União (TCU) em um processo para apurar irregularidades no uso de R$ 289 mil repassados pela Fundação Nacional de Saúde (Funasa) para melhorias sanitárias no município. A CGU constatou falhas na execução do contrato, pagamento antecipado da obra, edital de licitação fora das especificações legais e, o que é mais grave, inexistência da empresa executora das obras.

Apesar do processo no TCU, em maio do ano passado, o mesmo município recebeu a última parcela de um convênio assinado com o Ministério da Saúde em 2006, totalizando pouco mais de R$ 1 milhão para investimento em esgotamento sanitário na cidade. Depois da fiscalização, Campos Belos assinou três novos convênios com os ministérios da Educação e Saúde que totalizaram cerca de R$ 294 mil, com R$ 72 mil já liberados.

O prefeito de Ponte Alta do Tocantins (TO), Artur Alcides (PT), é outro administrador municipal de sorte. Apesar de um extenso e completo relatório de 101 páginas da CGU apontar nada menos do que 50 irregularidades na execução de programas públicos e na utilização de recursos federais, o petista foi agraciado com mais verbas da União.

No último dia de 2007, Alcides assinou dois convênios com o Ministério do Desenvolvimento Agrário no valor de R$ 209,6 mil para dois inescrutáveis programas. Um deles de R$ 97,6 mil para o "apoio a educação no campo". Os recursos foram depositados na conta da prefeitura no dia 28 de fevereiro, pouco mais de um mês depois de divulgado o relatório da CGU. As irregularidades constatadas pela Controladoria no "Portal do Jalapão" vão desde direcionamento de licitações até a péssima administração de creches e escolas, além de fraudes e desvios de recursos.

A receita de irregularidades foi seguida à risca em Brejinho (RN). A administração coleciona uma impressionante lista. A fiscalização, realizada de maio a setembro do ano passado, constatou desvios e má utilização de recursos, direcionamento de licitações, além de fraudes no Bolsa Família e até no recebimento de aposentadorias do INSS. Tudo relatado em 220 páginas.

Isso não impediu que a prefeitura pudesse contar com pouco mais de R$ 27 mil de dois convênios assinados também com a Funasa, assinados em 2006. Em fevereiro de 2007, a prefeitura recebeu a parcela final de um dos convênios (R$ 13,8 mil) e, no dia 5 deste mês, mais R$ 13,5 mil de outro contrato.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 397 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal