Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

28/03/2008 - A Tarde Online Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Bancoop é suspeita de arrecadação para caixa 2 do PT


A Cooperativa Habitacional dos Bancários (Bancoop), criada por cardeais do PT há 12 anos e investigada pelo Ministério Público por supostas fraudes contra 3 mil mutuários, agora está na mira das autoridades por causa de suas ligações com o partido. A Procuradoria Regional Eleitoral de São Paulo recebeu ontem cópia de documentos que indicariam o uso da cooperativa para arrecadação de recursos de caixa 2 para campanhas petistas em 2002 e 2004.

O promotor José Carlos Blat, responsável pela parte criminal das investigações, encaminhou ontem o inquérito para a procuradoria. Entre os papéis há um controle bancário da empresa Mizu Gerenciamento e Serviços que registra seis pagamentos de baixos valores feitos em outubro de 2002 - às vésperas do segundo turno das eleições. Os pagamentos constam como ?Doação PT?. As supostas doações não estão declaradas.

A Mizu, segundo Blat, é uma empresa criada por dirigentes da Bancoop para fornecer materiais para as obras da cooperativa e desviar os recursos obtidos. ?Temos indícios fortes de que a Bancoop serviu não só para favorecer seus dirigentes, mas também para abastecer o caixa 2 do PT?, afirmou. Blat acrescentou que a Mizu, a Germany Comercial e a Mirante Artefatos de Concreto são empresas de fachada criadas por dirigentes da entidade.

No inquérito há ainda o depoimento de um empreiteiro que prestou serviços à Bancoop. Ele disse que era obrigado a superfaturar as notas fiscais. Mas negou saber que o destino dos recursos eram as campanhas do PT. Entre os investigados está o presidente do PT, deputado Ricardo Berzoini (SP), que foi fundador da cooperativa. Ontem, dois homens foram flagrados tentando retirar documentos que estavam guardados em um dos prédios erguidos pela cooperativa. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 290 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal