Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS



Promoção BLACK WEEK. Até o dia 02/12 valor promocional para o Treinamento sobre Fraudes Crédito e Comércio ! CLIQUE AQUI.


Acompanhe nosso Twitter

28/03/2008 - Diário de Notícias Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Fraude da Gescartera dá 11 anos de prisão


Um tribunal de Madrid pôs ontem fim a um processo que já se arrastava há seis anos: condenou a 11 anos de prisão o presidente da corretora Gescartera, Antonio Camacho, culpado de uma fraude avaliada em perto de 90 milhões de euros e que prejudicou mais de 4000 clientes e investidores.

O juiz espanhol considerou que Camacho foi o principal responsável pelos crimes de apropriação indevida de fundos e de falsificação de documentos, tendo os bancos espanhóis La Caixa e Caja Madrid partilhado responsabilidades civis como entidades subsidiárias.

A sentença sublinha que a pena de prisão imediata e sem direito a fiança deve-se "ao risco de fuga, dada a gravidade dos actos, à pesada pena aplicada e ao desaparecimento do dinheiro confiado pelos clientes".

O tribunal condenou ainda o número dois da empresa, José María Ruiz de la Serna, a 10 anos de prisão, e a ex-presidente da empresa, Pular Giménez Reyna, a uma pena de prisão de três anos e meio.

Em Junho de 2001, a Gescartera foi alvo de uma acção da Comissão Nacional de Mercado de Valores (CNMV, que detectou um buraco financeiro de 87,99 milhões de euros na corretora. Nessa altura, Camacho foi preso, tendo sido libertado três anos depois, quando conseguiu completar os 300 mil euros fixados como fiança. Esse período será descontado da pena de 11 anos.

Os 4000 investidores ainda poderão recuperar parte do seu dinheiro dada a responsabilidade civil atribuída aos dois bancos.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 207 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal