Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

19/03/2008 - G1 Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Presas 32 pessoas por suspeita de fraudes na Junta Comercial


Trinta e duas pessoas foram presas durante uma operação contra fraudes na Junta Comercial do Rio nesta quarta-feira (19). Segundo a Secretaria de Segurança do estado, três quadrilhas foram descobertas na investigação.

A primeira delas funcionava com três tipos de integrantes, que alteravam atos da Junta Comercial do Rio:

- Os "funcionários" cooptavam clientes - podiam ser empresas, escritórios de contabilidade ou assessoria jurídica - e prestavam serviços de consultas e alteração de atos comerciais.

- Os "auxiliares" contribuíam para que as irregularidades fossem consumadas.

- E os "principais", funcionários imprescindíveis para que o esquema funcionasse, porque, em tese, deveriam fiscalizar, arquivar, deferir ou indeferir os processos administrativos.

Outras quadrilhas

A segunda quadrilha é acusada de venda de cópias de documentos. O cliente do golpe procurava os membros da quadrilha, que obtinha as cópias sem arrecadar as devidas taxas cobradas pelo serviço.

A terceira quadrilha emitia documentos e certidões falsas em cartório. O cliente procurava o funcionário do 18º Ofício de Notas, que emitia certidões, escrituras.

Rombo de R$ 20 milhões

Agentes da Delegacia de Repressão às Ações do Crime Organizado (Draco) e de outras 16 delegacias especializadas participaram da operação, chamada de Rio Branco.
Segundo o delegado da Draco, Cláudio Ferraz, a quadrilha atuava há pelo menos dez anos e teria provocado um rombo de R$ 20 milhões nos cofres públicos.

Segundo Ferraz, o esquema funcionava com a atuação de despachantes, empresários, escritórios de contabilidade e de advocacia, que pagavam propinas aos funcionários da Junta Comercial, alguns seriam assessores da presidência, para alterar cadastros de empresas.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 391 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal