Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

13/03/2008 - TV Canal 13 Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Criminoso engana a Civil e é autuado com nome falso


O estelionatário tocantinense Raniel dos Santos Lima, 27 anos, que usa o nome falso de Miguel Lindemberg dos Santos, preso na semana passada em Teresina, enganou as autoridades policiais do Estado fornecendo um nome ficitício no momento da autuação. Ele é o mesmo que aplicou o "Golpe do Falso Depósito" em um advogado piauiense.

Raniel dos Santos foi preso pela Polícia Militar na semana passada e conduzido para a delegacia do 2º Distrito Policial, no bairro Primavera, onde foram feitos levantamentos preliminares sobre a sua vida pregressa e como havia subsídios suficiente para a sua autuação em flagrante, o mesmo foi levado para a Central de Flagrantes da Vila Maria, onde foi feito o procedimento, só que ele deu o nome de Miguel Lindenberg dos Santos.

Feito o flagrante, ele foi levado de volta para a delegacia, oportunidade em que o policial Fred Maia, solicitou a coleta de seus dados papiloscópicos por peritos do Instituto de Identificação do Estado e depois mandou para a Polícia Federal onde foi feita uma consulta a nível nacional da sua vida pregressa.

Durante pesquisa feita pela PF, foi descoberto que o mesmo já responde a três processos, sendo dois no Pará e um no Goiás. No primeiro processo em Belém (PA), ele é acusado de furto, procedimento instaurado na Divisão de Repressão ao Crime Organizado - DRCO, em agosto de 2004. Em abril de 2005, no 1o Distrito Policial, em Goiânia (GO), onde foi indiciado por estelionato e uso de documento falso, procedimento que foi distribuido para a 8a Vara Criminal daquela comarca. Já em novembro de 2006 voltou a ser preso, desta feita em Belém e foi indiciado em inquérito como acusado de estelionato.

O policial Fred Maia afirmou que como o inquérito instaurado em Teresina ainda não foi encaminhado para o Ministério Público, ele irá conversar com o delegado José Erisvaldo Machado de Carvalho para que seja feita juntada da sua vida pregressa aos autos do inquérito, isto como forma de evitar que o mesmo seja colocado em liberdade mais fácil.

PRISÃO - Raniel dos Santos foi preso em Teresina ao enganhar o taxista paraibano José Inaldo que fez uma corrida para o mesmo de João Pessoa (PB) para Teresina, pelo valor de R$ 1.500,00 e disse que era filho de uma empresária do ramo hoteleiro de Teresina, quando tudo era mentira.
GOLPE - Ele foi o mesmo que aplicou em Teresina o "Golpe do Falso Depósito" para lesar o seu próprio advogado, simulando um depósito de R$ 27 mil para pagar os seus honorários, quando na verdade não existia uma cédula do envelope colocado no caixa eletrônico.

Vale ressaltar que o advogado ainda serviu de guia turístico para o cliente, chegando a levá-lo para a Casa Tolerância da Bete Cuscuz, no bairro Cristo Rei e pagou a despesa.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 268 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal