Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

13/03/2008 - TV Canal 13 Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Casal é preso acusado de cometer crimes de estelionato


No dia 20 de dezembro passado, Luana Mendonça Ferreira recebeu a visita de Waldineide Sousa Pestana. Luana, que havia comprado um Celta há menos de duas semanas, foi perguntada se queria alugar o carro para uma grande empresa da capital. O valor do aluguel chamou a atenção da jovem consultora de viagens: R$ 1.800. “Estava começando a montar uma empresa. Um aluguel desses ajudaria muito”, explicou. Luana não sabia, mas havia se tornado mais uma vítima de estelionatários.

Desde 2007 a Delegacia de Roubos e Furtos de Veículos já prendeu quatro quadrilhas especializadas em aplicar golpes. Ontem foi a vez de Waldineide Sousa Pestana e Amarildo de Sousa Viana. Os dois agiam na capital desde meados de 2007. “Eles abordavam suas vítimas afirmando que se eles comprassem carros, os veículos seriam alugados para empresas grandes. O dinheiro do aluguel saldaria as prestações e uma parcela ainda sobraria”, explicou o delegado Marco Antonio Fonseca.

Waldineide – presa na Vila Palmeira – abordava suas vítimas antes mesmo de os carros serem emplacados. Após ludibriar os proprietários dos veículos, ela conseguia pedir autorização para emplacar os carros e os repassava para Amarildo – detido no João Paulo –, que os revendia em outros estados.

“A promessa era baseada em dinheiro fácil. Ela dizia que o aluguel dos carros seria de R$ 1.800. Este valor dava para pagar a prestação e ainda sobrava dinheiro”, explicou uma das vítimas.

De acordo com o delegado Marco Antonio, a dupla conseguiu dezenas de veículos com os golpes. “Algumas pessoas chegaram a comprar mais de 10 carros”, relatou o delegado.

O aposentado Ubiratan Sousa de Oliveira conseguiu escapar do golpe. “Meu irmão me pediu o carro alguns dias depois de eu tê-lo comprado. Depois de um tempo, ele levou a Waldineide lá em casa. Foi só bater o olho nessa mulher para saber que ela não prestava. Imediatamente falei que não iria fazer negócio nenhum com ela”.

Além de prender Waldineide e Amarildo, ontem a polícia também apreendeu documentos e resgatou alguns carros.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 200 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal