Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

12/03/2008 - Gazeta Online Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Falsificador de atestados médicos e diplomas cobrava de R$ 5,00 a R$ 50,00 por documento ilegal

Por: Daniella Zanotti


O vigia Elison Fernandes Rodrigues, de 34 anos, foi preso em fragrante na noite desta terça-feira(11) no bairro Flexal I, em Cariacica, por falsificação de documentos públicos e privados, entre eles atestados médicos e diplomas de 1º e 2º grau, e de cursos como Senai. Carteirinhas de estudante também falsas eram produzidas por ele. Dependendo do documento a ser falsificado o preço podia chegar a até R$ 50,00.

De acordo com o delegado chefe da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), Danilo Bahiense, uma pista leva a crer que funcionários de uma prefeitura estão usando documentos falsos produzidos por Elison. A polícia também vai investigar se os materiais foram utilizados em concursos públicos. “O volume deve ser muito grande. Nós tivemos até informações que em uma determinada prefeitura muitas pessoas teriam utilizado documentos falsificados e isso será objeto de investigação”, afirmou.

O delegado recebeu a denúncia de um comerciante, que estava desconfiado da frequência com que recebia atestados médicos dos funcionários. O último foi apresentado por uma funcionária admitida em janeiro, e que já estava pedindo licença por 10 dias. O fato levou o empresário a procurar o médico na Clínica dos Acidentados de Vitória. Entre os clientes havia até pessoas que se diziam pastores de Igreja Evangélica.

“O próprio médico declarou que aquela assinatura não era dele e que não tinha examinado aquele paciente. Ela foi presa e trazida para a divisão. Descobrimos que se tratava de uma menor, ela foi apreendida e está sendo processada em virtude disso. As investigações continuaram até que chegamos ao falsificador”, explicou o delegado.

Detido, Elison Rodrigues confessou que o trabalho já era feito há 8 meses e levava cerca de 15 minutos para falsificar um documento. Ele mandou fazer carimbos em uma gráfica para usá-los na falsificação e em outros casos escaneava os documentos que conseguia com amigos. Elison cobrava R$ 5,00 por um atestado de um dia, e R$ 50,00 por diplomas escolares. Ele foi autuado por falsificação de documentos públicos e privados, falsidade ideológica e uso de documentos falsos.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 234 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal