Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

11/03/2008 - UOL Notícias / EFE Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Senado americano analisa fraudes e desperdício de fundos no Iraque


Washington, 11 mar (EFE).- A Comissão de Orçamento do Senado dos Estados Unidos condenou hoje o desperdício e a fraude "endêmica" envolvendo os recursos americanos no Iraque, país no qual os gastos do Governo Bush com o conflito chegarão este ano a US$ 605 bilhões.

Durante uma sessão nesta terça-feira, vários representantes do Governo repassaram o manejo dos fundos destinados aos combates e à recuperação do país árabe, que este mês completa cinco anos.

O controlador-geral dos EUA, David M. Walker, disse num relatório do Escritório de Supervisão do Governo (GAO, na sigla em inglês), divulgado durante a audiência, que a falta de clareza, a má gestão e a insuficiente supervisão "afetaram negativamente os esforços de reconstrução e de apoio ao Iraque".

Segundo Walker, grande parte do desperdício dos fundos não viola a lei, mas está vinculado à má administração, por sua vez decorrente da falta de uma liderança firme, e a "ações indevidas ou à supervisão inadequada" derivadas da falta de pessoal.

"Os Estados Unidos estão entrando no quinto ano de seus esforços para a reconstrução e a estabilização no Iraque, mas estes esforços não surtiram o efeito desejado nem de forma constante nem de forma econômica ou eficaz", resume o relatório do GAO.

Desde o ano fiscal de 2001, o Congresso dos Estados Unidos já aprovou cerca de US$ 700 bilhões para a luta global contra o terrorismo. A maior parte destes recursos foi para operações militares no Iraque, segundo o documento apresentado por hoje.

A Comissão de Orçamento demonstrou grande consternação, já que a sessão deixou claro que o abuso, o desperdício e a corrupção nos contratos dos Estados Unidos no Iraque "são extensos" e custam ao Fisco "bilhões de dólares".

O órgão também criticou as deficiências nos mecanismos de controle e supervisão dos fundos usados no Iraque, além dos "insuficientes" esforços do Governo americano para processar judicialmente os responsáveis pelo desperdício.

A comissão também reclamou do fato de que a corrupção no setor petrolífero do Iraque é "prolífica" e beneficia os insurgentes, que, por sua vez, "estão atacando as tropas americanas".

"A fraude, o desperdício, o abuso e a corrupção no Iraque obstaculizaram a reconstrução; a produção de petróleo não ultrapassou os níveis de antes da guerra; e os serviços de luz e água potável não estão disponíveis para a maioria dos iraquianos", disse o órgão num comunicado.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 194 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal