Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

08/03/2008 - Gazeta Online Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

PF vai fortalecer combate a crimes na internet


A Polícia Federal estuda fortalecer o combate a crimes cibernéticos, criando uma coordenação-geral ligada à diretoria-executiva. Isso ampliaria a capacidade investigativa numa área em que crescem os delitos e demanda cada vez mais especialização.

A iniciativa consta do planejamento estratégico da Polícia Federal, aprovado pelo diretor-geral, Luiz Fernando Correa, que será entregue ao ministro da Justiça, Tarso Genro, no final deste mês, quando a PF comemora 64 anos de sua criação.

Hoje os crimes cibernéticos são uma divisão da Polícia Fazendária, que atua na área financeira. Os crimes na internet, no entanto, estão espalhados em diversas áreas, desde pedofilia, falsidade, além de atos contra a rede bancária e órgãos públicos.

Na avaliação da PF, dar independência do órgão, ficando ligada ao atual diretor-executivo, Romero Luciano de Menezes, tornaria mais eficaz a atuação dos policiais.

Para que se crie a Coordenação-Geral de Crimes Cibernéticos é preciso que o Ministério do Planejamento aprove a proposta. É a pasta que coordenará a contratação de novos policiais e dará aval orçamentário e estrutural ao órgão.

A idéia de fortalecer o combate aos crimes na internet vem desde a gestão de Paulo Lacerda, diante da constatação de que a área será crucial nos próximos anos com a maior atuação e especialização de criminosos. Lacerda, ex-diretor-geral da PF, hoje comanda a Agência Brasileira de Inteligência.

O planejamento estratégico vai traçar metas para todo o Departamento da Polícia Federal para até 2022. O documento foi elaborado com objetivo de responder o que se espera da PF na comemoração dos 200 anos da independência do Brasil.

Combate à pedofilia

O governo deve lançar também um programa de combate à pornografia infantil na internet. “Esse ano provavelmente vai sair o plano de enfrentamento à pornografia infantil na internet. O plano tem como mote não só atuar na área de repressão, mas também na área de prevenção e até mesmo atenção à vítima”, disse Felipe Tavares Seixas, chefe da divisão de Direitos Humanos da PF.

Ele coordenou a investigação que culminou na prisão de um homem de 45 anos acusado de divulgar material pedófilo na internet usando computadores públicos. O acusado foi preso em flagrante na sexta-feira (7) usando um computador público disponível na biblioteca do Ministério do Planejamento.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 244 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal