Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS



Promoção BLACK WEEK. Até o dia 02/12 valor promocional para o Treinamento sobre Fraudes Crédito e Comércio ! CLIQUE AQUI.


Acompanhe nosso Twitter

08/03/2008 - pernambuco.com Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Estelionatários são presos em Boa Viagem


Numa ação rápida da Delegacia Policial de Repressão ao Estelionato (DPRE), três agentes conseguiram prender em flagrante, no final da tarde de ontem, em Boa Viagem, três homens acusados de praticar estelionato através da clonagem e falsificação de cartões de crédito, numa ação que incluía a compra de computadores portáteis a carros. Segundo informações da DPRE, tudo se tornou possível porque o filho de uma mulher que teve o cartão utilizado para a compra de um computador portátil entrou em contato com a Infobox ao identificar a transação, levando a empresa a denunciar o caso. Os policiais efetuaram a prisão quando os acusados se preparavam para mudar de endereço.

Os acusados são Lucimauro Luiz Viana, 23 anos; Luciano de Lima, 31; e Márcio Ricardo Ferreira, 41. Segundo o delegado Erivaldo Guerra, os três confessaram os crimes pelos quais são acusados, mas disseram que não queriam falar com a Imprensa. Lucimauro efetuava as compras por telefone, com a participação de Luciano, enquanto Márcio atuava como receptador das mercadorias.

Os acusados alugavam apartamentos de temporada e linhas telefônicas que abandonavam em média a cada trinta dias, explicou o delegado. Quando foram presos, estavam de posse dos produtos adquiridos, entre eles o Santana de placas KKN-1194 e o Honda Civic de placas KMD-4742. Dentro de um dos carros foi encontrada uma farda da Polícia Militar de Alagoas.

Estratégia - Para o delegado Erivaldo Guerra, os acusados não conseguiram agir caso os estabelecimentos checassem os cartões e documentos apresentados. "Eles querem é vender e acabam não checando os dados", observou. Num dos documentos apreendidos haviam dados de três pessoas distintas. "Quem perde com isso são as pessoas que têm os dados utilizados e sequer sabem que as compras estão sendo feitas em seus nomes, porque depois têm que se virar para limpar o nome", resumiu.

O delegado não soube precisar há quanto tempo o grupo agia e quantos golpes foram aplicados, adiantando que investigaria como obtiam os dados utilizados nos cartões e documentos.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 399 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal