Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

13/06/2006 - SEGS / Revista Cobertura Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Combate à fraude


O combate à fraude em seguros é um tema que vem despertando o interesse de quem atua no setor. Mais uma prova disso foi a grande repercussão das palestras promovidas pela Funenseg em Belo Horizonte, no auditório do Sesmig, e no Rio de Janeiro, no Espaço Cultural Funenseg, nos dias 1º e 6 de junho, respectivamente.

Em Minas, 110 pessoas assistiram à palestra `Prevenção e Redução da Fraude em Seguros`, do diretor de Proteção ao Seguro da Fenaseg, Neival Rodrigues Freitas. Realizado pelo Sesmig e contando com o apoio do Sincor-MG e IMES, o evento foi prestigiado por Renato Campos, diretor executivo da Escola. Na capital fluminense, Eduardo Nóbrega, gerente de Crédito da Áurea Seguradora, discursou para mais de 130 pessoas sobre `Fraudadores Oportunistas (ou Ocasionais): Sugestões para o Combate`.

Eduardo explicou o conceito de fraude e a diferença entre o fraudador ocasional e o de carreira. Segundo ele, o primeiro é caracterizado por um desvio de comportamento, enquanto o outro age de forma premeditada. `Geralmente, o fraudador ocasional age sozinho, comete fraudes já mapeadas e desiste diante do fracasso`, advertiu. O fraudador profissional, ao contrário, monta quadrilhas e é especialista nos processos do seguro.

De acordo com pesquisas apresentadas pelo palestrante, a ação oportunista tem peso significativo no total de fraudes cometidas contra seguradoras, oscilando entre 10% e 15% dos sinistros pagos. Em reais, o prejuízo pode chegar aos 3,6 bilhões por ano. `A seguradora não leva adiante a briga na justiça porque, na maioria dos casos, o custo é maior do que o pagamento do sinistro`, afirmou Nóbrega.[1]

Para diminuir o índice de fraudes ocasionais ele propôs uma melhor comunicação das seguradoras com o segurado. Este, por sua vez, deve conhecer melhor as condições gerais do seguro antes de comprá-lo. Assim, pode-se gerar uma percepção positiva da entidade e, por conseqüência, diminuir a tolerância à fraude.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 604 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal