Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

04/03/2008 - EPTV.com Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Vigilância fiscaliza emagrecedores em Varginha


A Vigilância Sanitária de Varginha, no sul de Minas Gerais, está intensificando a fiscalização sobre a venda de mercadorias e medicamentos que contenham susbtâncias que inibam o apetite e queimem gordura. A determinação será cumprida em todos os estados, mas nem todos os medicamentos serão fiscalizados, apenas os da categoria B2, ou os de tarja preta.

A medida pretende diminuir os abusos que vinham ocorrendo na venda desses medicamentos. Entre as novas regras está a alteração no tipo de receita médica que deve ser usada para prescrever os chamados remédios anorexígenos.

Segundo o farmacêutico Paulo Henrique Pazotti, da Vigilância Sanitária de Varginha, a partir de agora, para comprar esses medicamentos específicos será necessário que o consumidor tenha em mãos a receita modelo B2. Funciona assim: cada médico deve ir até a Vigilância Sanitária e retirar um determinado código. A partir deste código, será feita a numeração do receituário.

Existe ainda mais um fator inibidor de fraudes, já que a receita será válida para apenas uma compra e ainda ficará retida na farmácia ou drogaria. Esta receita ainda deverá ficar arquivada à disposição da Vigilância Sanitária do município.

Ainda segundo Pazotti, a principal preocupação é que este tipo de medicamento causa dependência química. Os médicos não poderão prescrever nenhum medicamento desta categoria por um período superior a 30 dias.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 307 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal