Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

25/02/2008 - G1 Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Polícia investiga falsa médica no interior de SP


A polícia de São José dos Campos, a 91 km de São Paulo, investiga o caso de uma suposta falsa médica que trabalhou nove meses na Santa Casa da cidade. De acordo com a investigação, o número do registro no Conselho Regional de Medicina (CRM) não confere com o nome apresentado pela funcionária.

A mulher, de 49 anos, trabalhou como médica do trabalho e realizou exames periódicos na Santa Casa da cidade. Porém, na semana passada, ao hospital descobriu que se tratava de uma falsa médica e avisou a polícia.

“Eles detectaram que o diploma não batia com o registro. Segundo a Santa Casa, ela não era formada em nada”, disse o delegado Gilmar Guarnieri.

O hospital apresentou à polícia cópias dos documentos entregues por ela na época da contratação. Entre eles, o diploma da PUC de Campinas, de dezembro de 1981 e o registro no Conselho Regional de Medicina. O número de inscrição do CRM é, na verdade, de outra pessoa.

A refinaria Henrique Lage (Revap) também foi surpreendida com a notícia dos problemas na habilitação profissional da investigada. Em nota, a refinaria informou que ela fazia parte do quadro de funcionários da Santa Casa que prestavam serviços médicos na refinaria.

Crescimento

Se confirmado, este pode ser o primeiro caso de falso diploma registrado este ano no estado. Esse é um problema que vem crescendo. Segundo o CRM de São Paulo, de janeiro a agosto de 2007 foram 51 casos, 40% a mais que em 2006.

De acordo com o delegado Gilmar Guarnieri, ela pode ser processada por falsa identidade, uso de documento falso, exercício ilegal da medicina e estelionato. A PUC de Campinas informou que não tem registro dela como aluna da universidade.

A mulher, suspeita de ser uma falsa médica em São José dos Campos, está envolvida em outro caso policial. No mesmo dia em que foi denunciada pelo hospital onde trabalhava, ela teria sido agredida e roubada em Taubaté, a 130 km de São Paulo. Ela se apresentou à polícia como médica e teria sido levada por dois homens, quando estava em uma farmácia.

Os bandidos teriam entrado no carro, roubado R$200, e levado a vítima para a Rodovia Floriano Rodrigues Pinheiro, que liga Taubaté a Campos do Jordão, a 167 km da capital paulista.

"Próximo à ponte que passa sobre o Rio Paraíba, eles pararam o carro, obrigaram ela a descer e obrigaram que ela pulasse, mas ela resistiu e eles vendo a reação dela no sentido de não pular, cortaram os pulsos dela”, descreveu o delegado Marcelo Duarte.

Durante depoimento à polícia, a suspeita contou que logo depois de ser ferida, se atirou no rio. Ela ainda disse que ficou cerca de sete horas se segurando na vegetação dentro da água até receber socorro.

“Quando ela foi socorrida, apresentava características de hipotermia. Ela estava realmente gelada e felizmente teve pronto atendimento. Ela está restabelecida e cabe a polícia o esclarecimento do caso”, finalizou.

A equipe de reportagem tentou falar com a mulher na casa dela, mas ninguém atendeu.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 238 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal