Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

23/02/2008 - O Povo Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Sérgio Naya denunciado por fraude


O Ministério Público Federal do Rio de Janeiro ofereceu denúncia (acusação formal) por fraude de execução fiscal contra o empresário e ex-deputado federal Sérgio Naya, dono da Sersan, construtora responsável pelo Palace 2. A manobra, segundo a procuradoria, tirou do nome da empresa um terreno avaliado em R$ 20 milhões, prejudicando o processo de execução fiscal que visava a beneficiar as vítimas da queda do edifício.

De acordo com a acusação a empresa chamada LPS Participações e Empreendimentos tinha três proprietárias: a OK Óleos Vegetais e Indústria e Comércio e a Paulo Otávio Investimentos Imobiliários e a Sersan, posteriormente substituída por uma quarta empresa, a Parkway Automóveis. Dois dias depois da mudança, um terreno da LPS de R$ 20 milhões foi dividido entre as três novas sócias, em partes iguais. Como a Sersan não faz mais parte da sociedade, não recebe nada e o valor não pode ser usado no processo de execução.

Missa e protesto

Uma missa realizada na igreja de Santa Luzia e um protesto em frente ao fórum do Rio, ambos na região central da cidade, marcaram ontem os dez anos do desabamento do Palace 2. A presidente da Associação das Vítimas, Rauliete Barbosa Gomes, afirmou que o grupo começa a negociar a venda do terreno onde foi construído o prédio, na Barra da Tijuca (zona oeste).

Durante a missa os ex-moradores homenagearam os oito mortos na tragédia e outras sete pessoas que morreram ao longo da última década. Após a missa, eles abriram um bolo de dez metros de comprimento em frente ao Tribunal de Justiça no Rio com a frase "Dez anos de sofrimento e luta à espera de Justiça".

O Palace 2 desabou no dia 22 de fevereiro de 1998, um sábado de Carnaval. Oito pessoas morreram e 150 famílias ficaram desabrigadas. Atualmente, 15 delas ainda vivem em um hotel.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 280 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal