Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

15/02/2008 - Gazeta Online Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Justiça constata fraude no sindicato dos rodoviários

Por: Marcella Andrade


Após denúncia ao Ministério Público do Trabalho, feita pelo cobrador e coordenador da Frente Rodoviária Independente (FRI), Luiz Monteiro, foi constatado o pagamento indevido do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários do Estado do Espírito Santo (Sindirodoviários) para a advogada Fernanda Bertoldo.

“Tomamos conhecimento de que a advogada estava solicitando honorários como funcionária do Sindirodoviários, e após um levantamento descobrimos que ela não tinha vínculo empregatício com a instituição. Então, juntamos provas da fraude e enviamos ao Ministério Público do Trabalho”, explicou Monteiro. A advogada havia entrado com processo para cobrar pagamentos supostamente não cumpridos pelo sindicato.

A Justiça do Trabalho constatou que a advogada nunca havia sido funcionária do sindicato, mas sim prestadora de serviços, por intermédio do Escritório Aídes Bertoldo, pertencente ao assessor jurídico do Sindirodoviários e tio da referida advogada.

O Juiz do Trabalho Cássio Ariel Moro, que julgou o pedido de vínculo empregatício da advogada, identificou conluio entre o presidente do sindicato, Edson da Fonseca Bastos, e Fernanda Bertoldo, para retirar valores da conta do sindicato – que é bloqueada –, os condenando a pagamento de multa e indenização, por desrespeito ao Poder Judiciário.

Ainda em sua sentença, o juiz ressaltou que o presidente do Sindirodoviários “confessou o cometimento de fraude perante o Judiciário, ao informar que, embora nunca tivesse havido pactuação de pagamento de tíquetes alimentação aos advogados, (...) pediu verbas para tanto”.

“Estamos recolhendo procurações dos trabalhadores ligados ao Sindirodoviários para destituir essa diretoria. Não queremos gerar paralisações ou protestos, apenas queremos que nossa classe tome conhecimento do que acontece nessa diretoria”, salientou Luiz Monteiro.

O outro lado

“Desconheço a acusação”
Edson da Fonseca Bastos - Presidente do Sindirodoviários

O presidente do Sindirodoviários, Edson da Fonseca Bastos disse que “a advogada Fernanda Bertoldo trabalha na parte institucional do sindicato. Ela veio prestar serviços para a gente, mas como o sindicato não tem remuneração, ela ficou cerca de dois anos sem receber. Ela não tinha vínculo com o sindicato, mas prestava serviço. A advogada teria que receber. Não só ela como vários outros advogados já entraram na Justiça para receber pelo mesmo motivo”, afirmou. Questionado sobre a constatação de fraude presente na sentença da Justiça do Trabalho, garantiu: “Desconheço acusação de fraude”.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 1051 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal