Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

13/02/2008 - Jornal de Piracicaba Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Grupo de estelionatários é preso


A Guarda Civil desmantelou, ontem, uma quadrilha de estelionatários, suspeita de praticar golpes na região. Os indiciados agiriam em casais e usavam diferentes histórias para lesar as vítimas. Uma das mais utilizadas era o golpe do bilhete premiado, que fez com que uma pensionista entregasse, ontem, R$ 700 ao grupo. O crime só foi descoberto quando uma mulher presenciou os fatos e procurou a base da GC na praça José Bonifácio, Centro. Os guardas-civis conseguiram deter os suspeitos no momento em que deixavam o local em um Golf preto.
Segundo a vítima, a pensionista I.R.R., 57, uma mulher a abordou por volta das 15h na praça José Bonifácio, na altura da rua Moraes Barros. Bastante nervosa, a golpista dizia que precisava de ajuda, alegou que a mãe tinha depressão e que estava sem documentos, mas que tinha recebido um bilhete. Foi a deixa para o outro golpista aparecer e, simulando desconhecer a suspeita, ofereceu ajuda.
“Eu tentei deixar os dois ali, mas a mulher falou que não confiava no rapaz e que preferiria que eu a ajudasse. Pelo desespero e simplicidade que ela passava, não consegui desconfiar”, relatou.
Durante a conversa, a golpista disse que confiaria o bilhete à vítima, mas que precisava de alguma garantia. Foi quando o outro suspeito tirou do bolso um maço falso de dinheiro –– conhecido como paco e que consiste em uma nota forrando folhas em branco do mesmo tamanho –– e entregou à mulher. Sem dinheiro no momento, R. foi até o banco e sacou R$ 700, dado à dupla, que ainda tentava convencer a pensionista a ir até a casa dela. “O rapaz ainda falou pra eu passar no escritório dele depois pegar o dinheiro do bilhete”, narrou.
De acordo com os guardas-civis, todo o fato foi presenciado por uma mulher, que passava pelo local. Desconfiada, ela procurou a base da GC e narrou o que acontecia. Os GCs encontraram a vítima, que disse ter entregue o dinheiro ao casal, e saíram a procura dos golpistas, vistos entrando em um Golf preto, ano 1997, de Londrina (PR).
Os GCs conseguiram abordar os suspeitos, que estavam no carro em dois casais, pela rua Moraes Barros. Foram detidos duas mulheres, S.C.P., 31, e M.B.S., 31, e dois homens, W.C.R., 30, e L.M., 33, este último detido pela DIG (Delegacia de Investigações Gerais) de Campinas no final de 2006 pelo mesmo golpe.
Com o grupo foram encontrados ainda uma porção de maconha e objetos usados para os golpes, como dinheiro falso, notas promissórias, aparelhos para massagem, palmilhas anatômicas e cartões de financeira. Conforme a GC, pessoas com as mesmas características foram denunciadas havia 15 dias tentando aplicar golpes pela avenida Rui Barbosa, Vila Rezende. Como todos são de Curitiba (PR), as suspeitas é de que agiriam na região e depois retornariam ao Paraná.
O dinheiro da pensionista também foi recuperado. A vítima só lamentou o fato de não poder agradecer a mulher que a ajudou. “Infelizmente eu não sei quem avisou a Guarda Civil, mas queria agradecer a ela. Foi por Deus que não perdi esse dinheiro”, declarou.
A delegada do 1º Distrito Policial, Eliana Carmona, autuou os suspeitos por formação de quadrilha e estelionato. R. e M. foram encaminhados ao CDP (Centro de Detenção Provisória), enquanto S. e M. à cadeia de Charqueada.
Para evitar os casos de estelionato, a Polícia Civil recomenda que o cidadão sempre desconfie de possíveis vantagens oferecidas, especialmente de pessoas simplórias, que faz abordagem com um bilhete premiado para receber. A dica é sempre procurar o policial mais próximo, como ocorreu ontem.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 285 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal