Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

13/02/2008 - Correio Braziliense Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Presos acusados de dar golpe em clientes do BRB


Uma quadrilha que clonava cartões e sacava dinheiro da conta de clientes do BRB foi desmontada na noite desta terça-feira pela Polícia Civil. Investigações apontam que o grupo atuava com a ajuda de uma estagiária do banco, que passava os dados dos correntistas necessários para executar as transações bancárias. Duas mulheres foram presas em flagrante, mas o suspeito de chefiar o bando ainda está foragido. Somente neste ano, eles já haviam roubado cerca de R$ 70 mil de mais de 35 contas bancárias.

Segundo o delegado-chefe da Delegacia de Repressão a Furtos (DRF), Eric Castro, as investigações tiveram início quando ocorrências sobre saques indevidos de contas do BRB começaram a ser registradas no final de 2007. A equipe policial descobriu que a quadrilha, que seria comandada por Antonio Marcos, conhecido como Marquinhos, capturava as informações e as senhas de cartões do banco com o auxílio de um dispositivo eletrônico chamado de “chupa-cabra”. O aparelho era implementado nos terminais de auto-atendimento e, quando o cliente ia fazer alguma transação, a placa lia e armazenava os dados.

No entanto, para efetuar qualquer operação do BRB, são solicitadas algumas informações pessoais do cliente, como a data de aniversário e o CPF. Segundo a polícia, a funcionária Karoline Heloíza dos Santos, 20 anos, ajudava a executar o golpe. Estagiária do banco, ela seria a responsável por colher os dados no sistema interno e repassar à quadrilha. A esposa de Antônio Marcos, Andréia Luza Martins, 30 anos, também seria a pessoa indicada para realizar os saques. Somente nesta terça-feira, o grupo havia sacado um total de R$ 2.878 de uma professora aposentada e um policial militar.

Prisão em flagrante

A equipe da DRF cercou a agência do BRB onde Karoline Heloíza trabalhava, no Venâncio 2000 e, em meio à operação, a funcionária alertou outros integrantes da quadrilha. “Imaginamos que ela percebeu o que acontecia e avisou ao Marquinhos, que acabou fugindo”, conta o delegado Eric Castro. Os policiais conseguiram prender a estagiária em flagrante com diversos papéis onde estavam anotados dados de clientes. “Ela disse que não sabia da armação, era amiga de Marcos e dava as informações porque ele falava que ia depositar dinheiro na conta daquelas pessoas”, relata o delegado da DRF.

Na casa onde viviam o suspeito de chefiar a quadrilha e a esposa, em Planaltina, foram encontrados 38 cartões clonados, seis celulares, dez chips telefônicos e o valor do saque de terça-feira em dinheiro, com notas de números de série seguidos. Quando a polícia chegou, Antonio Marcos já havia fugido, mas Andréia Luza Martins ainda estava no local e foi presa. “Ela também nega participação, mas grande parte dos cartões apreendidos estavam junto com as roupas dela”, destaca Eric Castro.

O casal já havia sido detido em flagrante quando sacava dinheiro com um cartão clonado, em 2006. O delegado já pediu a prisão temporária de Antonio Marcos e espera prendê-lo até o fim desta quarta-feira. A polícia procura outro parceiro do acusado, mas prefere não divulgar seu nome para não atrapalhar as investigações. Se condenado, cada envolvido poderá pegar de 4 a 16 anos de prisão por fraude, concurso de pessoas (união de dois ou mais para realizar um crime) e provavelmente formação de quadrilha.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 487 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal