Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

13/02/2008 - Midiamax Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

TRE prepara cadastramento biométrico de eleitores em Fátima do Sul


Equipe do TRE (Tribunal Regional Eleitoral) está em Fátima do Sul para visita técnica ao Cartório Eleitoral. A diretora-geral Alir Terra Lima Tavares, o secretário de tecnologia da informação, Rivaldo Pereira Borges, e o assessor de comunicação social do TSE, Renato Parente, conversam com autoridades locais e com servidores do cartório a respeito do cadastramento biométrico, uma novidade que Justiça Eleitoral traz para a democracia brasileira, iniciando por Fátima do Sul e outras duas cidades (Colorado D’Oeste (RO) e São João Batista (SC).

Todos os eleitores de Fátima do Sul e dessas duas cidades serão recadastrados para integrar um novo banco de dados em que constará além do nome e dados dos documentos, também fotografia e as impressões digitais. Ao comparecer à urna para votar, o eleitor será identificado através das digitais e da foto, o que torna o sistema mais fidedigno e à prova de fraudes.

O TSE optou por implementar o sistema em municípios com aproximadamente 15 mil eleitores; que estivessem na iminência de passar por um processo de revisão de seu eleitorado; que fossem sede de Zona Eleitoral e próximos à capital do seu Estado; bem como que atendessem à variabilidade necessária de teste das impressões digitais. Cada aparelho custa R$ 6 mil.

O equipamento é composto por um laptop, um scanner, um software e uma máquina fotográfica digital. O software usado ajustará, inclusive, a imagem fotografada para evitar distorções. Os três municípios que servirão de piloto vão receber 20 equipamentos, cada um, para cadastrar seus eleitores.

No ano passado, 25 mil urnas com sistema de leitura biométrica - original de fábrica - foram adquiridas pelo TSE. Cada urna custou 890 dólares. Para atender todo o país é preciso 15 vezes mais que esse montante. Nas eleições de 2006 foram utilizadas 380 mil urnas em todo o país.

O TSE explica que em 355 mil urnas - que não possuem o software de biometria - o leitor será acoplado com o software instalado para ler as digitais dos eleitores no futuro. Este equipamento custa apenas 15 dólares a unidade, pois se trata de um acessório instalado ao terminal da urna.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 268 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal