Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

12/02/2008 - Alagoas 24 horas Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

PM prende estelionatária no interior do Estado


Um funcionário da Caixa Econômica Federal reconheceu uma mulher, acusada de estelionato, a perseguiu e, por telefone celular, avisou ao Sétimo Batalhão da Polícia Militar, que assumiu a perseguição e prendeu a mulher.

O fato descrito acima ocorreu na manhã desta terça-feira, em Santana do Ipanema. A mulher, identificada como Luzia Soares da Silva, 33 anos, oferecia ajuda para os idosos que iam sacar o benefício do mês, carentes de auxílio para usar o equipamento informatizado. Luzia dizia que a máquina não tinha dinheiro, ou que a senha estava errada, enquanto trocava o cartão da vítima pelo de outra pessoa, que já tinha sido lesionada no passado, pela mesma quadrilha.

Depois que Luzia se retirava, a vítima percebia o golpe e, atordoada, não notava quando um rapaz, aliciado pela quadrilha, entrava no banco e sacava o dinheiro com o cartão furtado e a senha memorizada pela estelionatária.

Fuga

Durante a tentativa de fuga, Luzia tomou uma mototáxi e seguiu pela BR-316 em direção a Dois Riachos. O sargento Cavalcente, do 7º BPM, que comandou a perseguição, disse que "Quando a viatura se aproximou dela, nas imediações da Marinosa, ela jogou um cartão na cerca”.

O cartão encontrado amassado é da Previdência Social e pertencente a Adelmo Jorge, 67 anos, sua última vítima, de quem furtou R$ 280,00. Ainda foram encontrados com ela mais R$ 75,00, um cartão da Caixa de outra possível vítima e um telefone celular, que registrava os contatos telefônicos com os demais integrantes da quadrilha.

Luzia foi conduzida à 2ª Delegacia Regional de Polícia Civil, onde as investigações terão continuidade.

Ramificações

Os primeiros depoimentos de Luzia revelam que muitos outros participam do golpe. Demonstrando arrependimento, ela diz: “Só estou nessa por que me envolvi com amigos quando estava desamparada em Arapiraca”, desde então passou a servir à quadrilha que ficava com mais da metade do apurado criminoso.

Segundo pessoas que conhecem Luzia, ela é de uma família humilde de Minador do Negrão e não teria capacidade de articular esse tipo de golpe sozinha. O registro de movimentação das contas dos cartões encontrados de posse dela e das duas vítimas, que até agora identificaram Luzia, demonstram que a quadrilha ainda atuava em cidades como Delmiro Gouveia/AL, São Miguel dos Campos e Palmeira dos Índios.

A polícia agora espera desbaratar a quadrilha, já que toda a atuação dela foi filmada, e a cada saque com os cartões furtados, são fotografados. A Polícia Federal foi contactada, pois já mantém a atuação dessa quadrilha sob investigação, mas nesse caso, ficará em observação do inquérito policial instaurado mediante flagrante delito pela Polícia Civil.

A polícia reforça o aviso aos clientes de banco, principalmente aos idosos, que não entreguem seu cartão nem forneçam suas senhas a estranhos.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 335 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal