Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

11/02/2008 - Midiamax Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Preso advogado de Bonito acusado de se apropriar da aposentadoria de 30 idosos

Por: Alcindo Rocha


O advogado Hérico Monteiro Braga, 58 anos, foi preso sob a acusação de ter praticado diversos crimes de estelionato. O Comando-Geral de Polícia Civil informa que foi necessário mais de um ano de investigações para a Polícia Civil de Bonito efetuar a prisão preventiva do advogado.

Conforme foi apurado em inquérito policial, Hérico, que atuava na área do direito previdenciário há mais de 30 anos, induzia os clientes ao erro na hora de receber os honorários.

Depois de selecionar pessoas que tinham idade para se aposentar junto ao INSS (Instituto Nacional de Seguridade Social), o advogado estabelecia o contrato de honorários, de maneira verbal, combinando o valor do primeiro benefício como valor dos honorários.

Entretanto, para receber o primeiro benefício era necessário o recebimento do cartão para o saque da aposentadoria, depois do reconhecimento judicial do direito à aposentadoria. Ocorre que o cartão chega ao beneficiário geralmente em cerca de 4 a 6 meses.

Ao receber o cartão e efetuar o primeiro saque, o beneficiário terá à sua disposição o valor referente aos meses atrasados. No entanto, segundo a polícia, o advogado afirmava aos seus clientes que, conforme haviam combinado, o valor do primeiro benefício lhe pertencia a título de honorários, fazendo, com isso, a vítima incidir em erro, já que existe uma grande diferença entre o primeiro benefício e o primeiro saque.

A polícia informa que houve pelo menos 30 vítimas, todas ouvidas no inquérito policial. Segundo a polícia, as vítimas são em sua maioria pessoas que trabalharam durante toda a vida no campo, sendo que algumas delas não sabem nem mesmo assinar o próprio nome.

A polícia informa ainda que no inquérito também foi constatada, em alguns golpes, a participação da esposa do advogado, a ex-funcionária do Banco do Brasil e vereadora de Bonito, Terezinha Braga (PSDB). Esta, na condição de funcionária do banco retirava os cartões de benefícios de aposentadoria, sem conhecimento e consentimento das vítimas e, juntamente com o marido, cadastrava senhas e sacava os valores atrasados.

A reportagem do Midiamax procurou Terezinha por telefone celular, porém, a vereadora não quis conceder entrevista.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 332 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal