Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

09/02/2008 - Jornal de Itupeva Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Trio de malandros aplica golpe usando nome do INSS

Por: Ivan Marcos Machado


O delegado Fernando Manoel Bardi, do 3º Distrito Policial em Jundiaí alerta os aposentados para que tomem muito cuidado e não atendam estranhos que se identificam como sendo funcionários do Instituto Nacional de Seguro Social (INSS). Ontem, um casal de 66 anos da Vila Rui Barbosa compareceu na delegacia e relatou que há alguns dias três pessoas, sendo duas mulheres e um homem bateram na porta e falaram que estavam fazendo recadastramento do benefício pago pela Previdência Social. Ontem, o casal descobriu que caiu em um golpe, porque os seus dados foram utilizados para compras em uma loja na cidade de Bauru.

Casal está abalado

O casal José Ferreira de Abreu e Terezinha, estava muito abalado. José fez o boletim de ocorrência de estelionato e pretendia o mais rápido possível bloquear os pagamentos à Redonda Móveis e Eletrodomésticos, que foi a loja que vendeu mercadorias para o trio, que usou os nomes das vítimas.

De acordo com a queixa feita na delegacia de polícia, o trio que usava um Celta, prata, de placas IOH 2323, de Porto Alegre (RS), contraiu em nome do casal dívida de 60 prestações no valor de R$ 74,00.

Desconfie sempre

O delegado Fernando Bardi disse que os aposentados não podem facilitar. “Devem desconfiar de todo mundo. É golpe usando o nome da DAE e agora também do INSS. Nunca deve assinar nada, porque daí vai ter muita dor de cabeça, por muito tempo”.

Um agravante para o casal da Vila Rui Barbosa foi de que José e Terezinha assinaram vários documentos e passaram números de benefícios para os autores.

Os dois relatam que o trio foi muito convincente e acreditaram que eram mesmo funcionários do INSS.

Os dois moradores da cidade não receberam nenhum produto em casa da loja de Bauru. Agora, eles esperam que a Polícia tenha a ajuda da população para indicar onde está o grupo, que usa esse Celta.

De acordo com o delegado Barbi, não é só para desconfiar de quem oferece serviços, mas também daqueles que tentam vender coisas, porque podem estar “disfarçados”, para um futuro roubo ou até mesmo golpe.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 354 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal