Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

01/02/2008 - O Globo Online Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Passageiro não poderá mais validar Bilhete Único no ônibus


SÃO PAULO - A partir de março, não será mais permitido validar o Bilhete Único sem créditos nas catracas dos ônibus da capital paulista.

A validação dentro dos veículos ocorre quando o Bilhete Único está sem créditos e o passageiro dá R$ 2,30 para o cobrador. A partir daí, é possível fazer até outras três viagens de graça em duas horas.

A proibição visa diminuir o índice de fraudes no sistema, diz o secretário municipal de Transportes, Alexandre de Moraes. Segundo ele, atualmente entre R$ 30 e R$ 50 milhões são perdidos mensalmente por causa do problema. A maior parte do rombo é provocada pelo expediente conhecido como 'janelinha-escadinha', quando um passageiro valida o bilhete único dentro do ônibus e, então, passa o cartão pela janela do veículo para outra pessoa usar em outra viagem.

A falcatrua é possível apenas com o Bilhete Único cadastrado, no qual constam os dados pessoais do usuário. Segundo a SPTrans, pegar todos que praticam a fraude é difícil, pois em alguns casos o passageiro pode ter descido do ônibus logo após pegá-lo porque se enganou de condução, por exemplo. Nos dois primeiros meses de aplicação da medida, em março e abril, o usuário ainda poderá carregar o bilhete na catraca por duas vezes em cada mês. A recarga do Bilhete Único pode ser feita nos postos da SPTrans, nas estações do Metrô e em casas lotéricas.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 347 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal