Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

23/01/2008 - Gazeta Web Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Fraudadora do INSS é condenada por estelionato


O juiz da 3ª Vara Federal em Alagoas, Paulo Machado Cordeiro, condenou a dona de casa Ana Lúcia Rêgo dos Santos pelo crime de estelionato. Ela foi denunciada pelo Ministério Público Federal em Alagoas (MPF/AL) por ter recebido, durante sete anos, pensão do INSS em nome de outra pessoa, já falecida.

Segundo a denúncia do procurador da República Paulo Roberto Olegário de Sousa, a ré foi presa em flagrante pela Polícia Federal no ano de 2006, depois que alguém procurou a agência do INSS em São Miguel dos Campos e descobriu que o nome de Dolores Senhorinha da Conceição - morta desde 1992 - havia sido usado para obtenção de benefício fraudulento. A prisão em flagrante aconteceu no Banco do Brasil de Junqueiro, onde Ana Lúcia Rêgo fazia os saques.

Ainda segundo a denúncia do MPF/AL, o benefício em nome de Dolores Senhorinha da Conceição teve início em agosto de 1999, depois que Ana Lúcia se fez passar por ela e, usando documentação falsa, requereu ao INSS o benefício. A ré foi denunciada pelo crime de estelionato previsto no artigo 171, parágrafo 3º do Código Penal, com aumento de pena pelo fato de o crime ter sido cometido contra entidade de direito público.

Na sentença, o juiz federal disse não ter dúvida de que a denunciada Ana Lúcia Rego Santos obteve vantagem ilícita, consubstanciada na obtenção de benefício previdenciário em nome de outrem, em prejuízo do INSS, mediante utilização de documentos falsos, desde o ano de 1999, quando concedido o benefício.

A pena fixada pelo magistrado, de dois anos em regime aberto, foi substituída por uma restritiva de direitos, na modalidade de prestação de serviços à comunidade ou a entidades públicas, acrescida de multa. A ré poderá apelar em liberdade.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 287 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal