Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

22/01/2008 - MS Notícias Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Polícia Civil alerta para novos golpes em Campo Grande


Depois do torpedo premiado e do falso sequestro, a Polícia Civil alerta para um novo golpe. No golpe do “atropelado”, criminosos simulam um atropelamento ou acidente de trânsito e, após uma pessoa parar no local, anunciam o assalto. Até agora, segundo a Polícia Civil, ainda não foram registrados casos em Campo Grande.

A cena montada pelos criminosos aparenta ser a de um atropelamento, geralmente com uma pessoa caída na calçada ou às margens de estradas e rodovias e uma caixa de engraxate ou de picolé nas proximidades, fazendo com que a pessoa que esteja passando pelo local acredite que a “vítima” seja humilde e trabalhadora.

Quando alguém passa e pára para prestar socorro, o “atropelado” anuncia o assalto, utilizando uma arma de fogo. O criminoso obriga a pessoa a encenar que está realmente socorrendo o atropelado e, depois disso, executam todo o tipo de crime, principalmente roubo do veículo, pertences e seqüestro relâmpago, com saques em caixas eletrônicos.

De acordo com o assessor de Comunicação da Polícia Civil, delegado Jefferson Nereu Luppe, a orientação é não parar em caso de atropelamento ou acidentes de trânsito e ligar para 190 (Polícia) ou 193 (Bombeiros). “O condutor ou qualquer pessoa só deve parar para socorrer se tiver presenciado o acidente ou atropelamento, mesmo assim precisa acionar a Polícia e Bombeiros”, explica o delegado, lembrando que é necessário tomar alguns cuidados, como sinalizar o local para que não ocorra outro acidente.

Torpedo Premiado e Falso Seqüestro

No golpe do torpedo premiado, o estelionatário envia uma mensagem no celular da vítima como se fosse de uma empresa conhecida, informando que através de um sorteio foi selecionada e ganhou um prêmio, na maioria das vezes um carro zero quilômetro. A vítima acaba fazendo desde depósitos para a liberação até a compra de cartões para celular pré-pago

Já no falso seqüestro, um suposto seqüestrador liga para uma casa e diz que está com uma pessoa da família em seu poder. Para libertá-la, o dono da casa precisará fazer um depósito como pagamento de resgate. Na verdade, segundo a Polícia Civil, os criminosos não seqüestraram ninguém.

Para evitar extorsão por telefone, a Polícia Civil recomenda orientar familiares e empregados para nunca fornecer dados pessoais ou da família, principalmente por telefone, pois a conversa pode ser um “levantamento” de informações preliminares para um golpe. Outra dica da Polícia é nunca informar por telefone a ausência de pessoas, local de trabalho, confirmar endereço da casa ou destino de pessoas da família.

Para mais informações e dicas acesse o site www.pc.ms.gov.br

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 301 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal