Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

21/01/2008 - Revista Consultor Jurídico Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Empresário acusado de estelionato vai continuar preso


O empresário carioca Welson Lúcio Ribeiro, acusado de estelionato, falsidade ideológica e formação de quadrilha, continuará preso preventivamente. O Superior Tribunal de Justiça negou liminar em Habeas Corpus. A decisão foi tomada pelo presidente do STJ, ministro Raphael de Barros Monteiro.

No pedido de HC, a defesa sustenta que o empresário está sofrendo constrangimento ilegal. Para o ministro Raphael de Barros Monteiro, são suficientes os motivos expostos no acórdão do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro para fundamentar a prisão.

De acordo com a denúncia, o empresário contou com a colaboração de outros 20 co-réus para obter vantagem ilícita de diversas pessoas naturais e jurídicas. Para estruturar a suposta organização criminosa, ainda segundo a acusação, diversas empresas foram criadas mediante inúmeras alterações contratuais com dados falsos e utilização de várias identidades e CPFs de pessoas diferentes e até mesmo inexistentes.

Segundo a defesa, a prisão cautelar do empresário foi decretada sem que nenhuma lesão empreendida por ele fosse provada. Os advogados de defesa alegaram que resta, como fundamento para a manutenção do decreto prisional, apenas o fato de o acusado ser irmão do primeiro denunciado. Alegam que o empresário está sofrendo flagrante constrangimento ilegal.

Ao negar a liminar, o ministro Barros Monteiro não encontrou o constrangimento ilegal apontado. Para ele, os motivos expostos no acórdão do TJ fluminense são suficientes para fundamentar a prisão do paciente. O mérito do pedido de Habeas Corpus ainda será julgado pela 5ª Turma, sob a relatoria do ministro Felix Fisher.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 231 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal