Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

10/01/2008 - Açores.net Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Novo Boeing pode ser vulnerável a ataques hackers


A Administração Federal de Aviação Americana (na sigla original FAA) divulgou documento informando que o novo Boeing 787 Dreamliner pode ter uma vulnerabilidade séria de segurança em sua rede de bordo que permitiria a um hacker acessar, de dentro do avião, o sistema de controles do avião.

O 787 possui um sistema criado para dar aos passageiros acesso à internet durante viagens que é conectado ao sistema de comunicação, controle e navegação, bem como à rede de suporte administrativo e empresarial, que se comunica com técnicos que estejam no solo, conforme noticiou o site The Inquirer.

"Por causa desta nova conectividade dos passageiros, a integração e o projeto da rede de dados propostos pode resultar em vulnerabilidades de segurança e corrupção intencional ou não intencional dos dados e sistemas críticos à segurança e à manutenção do avião", explicou a FAA.

Para Mark Loveless, analista de segurança em rede da Autonomic Networks, o problema é sério, principalmente por estar ligado a computadores que mantêm o avião e seus até 330 passageiros em segurança.

A Boeing afirmou estar ciente do problema e já desenvolveu uma solução, que entrará em testes em breve, com a separação física das redes e uso de firewalls. Com mais de 800 encomendas do novo modelo, que devem ser entregues a partir de novembro, a FAA exige que a Boeing demonstre a solução antes que os aviões entrem em operação.

Ainda que a Boeing tenha reconhecido a falha, uma porta-voz da companhia, Lori Gunter, afirmou que o documento da FAA é errôneo. Gunter explicou que ainda que dados possam ser passados entre as redes, existem proteções para garantir que o serviço de internet para o passageiro não dê acesso aos sistemas fechados "sob qualquer circunstância".

Loveless, satisfeito com a discussão para a melhoria da segurança do sistema, declarou que é impossível dizer se a solução proposta funcionará como imaginada sem saber realmente o que a Boeing está fazendo, e acrescentou que softwares firewall acrescentam alguma proteção, mas não são "à prova de balas".

De acordo com o site Wired, os testes acontecerão em março, quando o Dreamliner sair do solo para seu primeiro vôo teste. "Tudo estará pronto antes que o primeiro avião seja entregue", afirmou Gunter.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 222 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal