Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

28/12/2007 - Correio da Bahia Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Cresce circulação de notas falsas no comércio

Por: Jony Torres


Com o aumento de vendas no comércio baiano durante as festas de fim de ano, aumenta também a circulação de cédulas. Mas é preciso ficar atento, pois muitas não valem nada, são falsas. Segundo o Banco Central (BC), a quantidade de dinheiro falsificado retirado do mercado até novembro de 2007 já chega a 25 mil cédulas, número próximo das 26 mil encontradas durante todo o ano passado. Entre as campeãs de clonagem estão as notas de R$50 e R$100, usadas principalmente no mercado varejista.

Quem recebe uma nota falsa e não percebe a fraude, fica no prejuízo, pois não existe a possibilidade de ressarcimento do valor. No comércio, muitos têm uma história para contar. Poucos dias antes do Natal, um cliente tentou pagar uma conta com uma nota de R$50 na loja de confecções Canal Jeans, em Brotas. A caixa desconfiou da textura do papel e do fato de a marca d’água poder ser vista mesmo sem estar contra a luz, e não aceitou o pagamento. “Estamos sempre atentas e sabemos como diferenciar uma falsa de uma verdadeira”, afirmou a gerente Ivânia Pereira.

Muitos falsários aproveitam os períodos de muito movimento para tentar levar vantagem da desatenção de alguns operadores de caixa. Jean Carlos, gerente do Bar Caranguejo de Sergipe, na Pituba, sabe muito bem como perceber se uma nota é falsa ou não. Mas durante o São João deste ano montou um negócio em parceria com a esposa e acabou a noite com duas notas falsas de R$50 no caixa. “Era muita gente ao mesmo tempo e um minuto de desatenção nos causou o prejuízo”, afirmou Carlos.

Para evitar a perda de receitas, muitos comerciantes se previnem com treinamento intensivo de seus funcionários para identificar possíveis fraudes. Algumas lojas chegam a convidar técnicos do BC para mostrar os itens de segurança, como a marca d’água com figuras específicas para cada valor, a textura mais lisa do papel moeda, a impressão em alto relevo, o fio magnético, entre outras.

Se a nota falsa for entregue através de um caixa de auto-atendimento, o cliente deve imediatamente retirar um extrato e procurar o gerente. Não havendo solução, a saída é procurar uma delegacia e registrar a ocorrência. Se a pessoa tentar passar adiante uma cédula mesmo depois de saber que ela é falsa, pode ser condenado a uma pena de seis meses a dois anos de detenção. Caso a cédula falsa seja percebida durante uma transação comercial, é direito do consumidor rejeitar a nota.

***

ITENS DE SEGURANÇA

Fibras coloridas - Pequenos fios espalhados no papel, nas cores vermelha, azul e verde.

Marca d’água - Segure a cédula contra a luz, observe na área clara, do lado esquerdo, a marca d’água em tons que variam do claro ao escuro.

Fio de segurança - Fio vertical de cor escura embutido no papel, que serve para leitura por equipamento eletrônico de seleção e contagem.

Imagem latente - Observando a frente da cédula, olhe a partir do canto inferior esquerdo sob a luz e ficarão visíveis as letras “B” e “C”.

Microimpressões - Com uma lente é possível notar a presença de pequeníssimas letras “B” e “C”, na faixa clara junto à efígie (frente) e no interior do número 50 (frente e verso).

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 289 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal