Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

25/12/2007 - Midiamax Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Polícia orienta defesa contra falsos seqüestradores

Por: João Prestes


Os casos de falso seqüestro já fizeram muitas vítimas reais em Campo Grande. Para "libertar" suposto familiar que estaria nas mãos dos bandidos, muitas pessoas não pensaram duas vezes e depositaram dinheiro em contas fornecidas pelos faltos seqüestradores. Após o pagamento são informadas de que tudo não passa de um golpe. A Polícia elencou onze dicas para ajudar as pessoas nessas situações. Veja abaixo:

1) Orientar familiares e empregados para nunca fornecer dados pessoais ou da família, principalmente por telefone, pois a conversa pode ser um “levantamento” de informações preliminares para um golpe;

2) Nunca informar a ausência, local de trabalho ou destino de pessoas da família pelo telefone;

3) Solicitar a qualquer pessoa que ligue, que se identifique e deixe o número do telefone de onde está falando para um contato posterior;

4) Quando receber ligações telefônicas do tipo: “quem está falando ?” ou “de onde é ?”, não forneça as informações, responda: “com quem deseja falar ?” ou “que número discou ?”;

5) Ligação pedindo confirmação do endereço para a entrega de presentes, brindes ou flores, procure saber quem fala e qual é o nome do estabelecimento, dizendo que ligará em seguida dando a informação solicitada;

6) Ligação telefônica comunicando que um familiar sofreu um acidente, peça as informações sobre o caso, que a pessoa se identifique e anote o número do telefone de onde está falando, para um contato posterior;

7) Servidores públicos nunca ligam a cobrar de telefones celulares;

8) Ligação que comunica o seqüestro de algum familiar, insistir para falar diretamente com ele e tratar de assuntos que só ambos conhecem;

9) Nunca aja sob emoção. Muita calma nessa hora;

10) Tente localizar a vítima, acionando amigos ou familiares;

11) Havendo dúvidas, trate a ligação como se fosse realmente um caso de seqüestro e acione a polícia.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 293 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal