Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

17/12/2007 - UOL Notícias / EFE Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Alemão seqüestrado no Afeganistão era procurado por fraudar uma ONG


Berlim, 17 dez (EFE).- O cidadão alemão Harald Kleber, carpinteiro de profissão e de 42 anos, aparentemente seqüestrado ontem no Afeganistão, era procurado pelas autoridades de seu país por suposta fraude à organização humanitária na qual trabalhava.

Contra Kleber pesava desde o dia 2 de fevereiro uma ordem de detenção na Alemanha, emitida pela promotoria de Bonn a pedido da organização Grünhelme (Capacete Verde), informa em sua edição digital o jornal alemão "Berliner Zeitung".

A organização, operante no Afeganistão, o acusava de ter roubado 87.300 euros recebidos para a construção de uma escola nesse país em setembro de 2006.

Kleber, convertido ao Islã e casado com uma mulher afegã, viajava ontem em carro pelo distrito de Gulran para visitar seu cunhado quando foi obrigado a descer do veículo por um grupo de homens armados, informaram hoje fontes policiais afegãs.

O cidadão alemão vivia no Afeganistão desde 2003, trabalhou para essa ONG e depois, após deixá-la, abriu uma carpintaria na província de Herat.

Um porta-voz do Ministério de Assuntos Exteriores de Berlim informou seu Governo está estudando o caso, embora tenha assegurado que não há dados ainda que confirmem os fatos.

O suposto seqüestrado tinha trabalhado nos últimos anos na construção de uma escola primária em Herat.

O último seqüestrado alemão no Afeganistão, o engenheiro Rudolf Blechschmidt, foi libertado em 10 de outubro após três meses como refém e após árduas negociações por parte das autoridades da Alemanha.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 239 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal