Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2018 SOBRE FRAUDES E FALSIFICAÇÕES
Veja AQUI programação e promoções dos últimos treinamentos de 2018 da DEALL R&I
sobre Fraudes e Falsificações nos dias 14, 22 e 29 de novembro.


AFD SUMMIT
A maior Conferência de Investigação Corporativa & Perícia Forense da América Latina.
São Paulo dias 08-09 de dezembro de 2018


Acompanhe nosso Twitter

24/10/2018 - Jovem Pan Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Operação Hipócritas: 24 pessoas viram rés por fraudes em perícias trabalhistas

Por: Fernando Martins


A Justiça Federal tornou 24 pessoas rés em operação que rendeu nove denúncias, durante dois anos, sobre esquema de corrupção em perícias trabalhistas. A Operação Hipócritas mostra que as ações criminosas aconteciam na região de Campinas e em São Paulo.

O esquema, segundo a investigação do Ministério Público Federal, relacionava-se diretamente a processos trabalhistas em que os trabalhadores sofreram acidentes de trabalho ou alegavam ter adquirido doenças em decorrência de suas funções na empresa.

Para perícia médica, o juiz trabalhista nomeava um profissional de sua confiança, não integrante dos quadros do Poder Judiciário, que deveria examinar o trabalhador e, muitas vezes, fazia diligência no local de trabalho, para apresentar o seu laudo pericial.

A empresa e o trabalhador poderiam indicar médicos de confiança para acompanhar os trabalhos periciais na qualidade de assistentes técnicos.

A operação, então, mostrou que alguns desses assistentes ajustavam o pagamento de valores entre R$ 1,5 mil a R$ 4 mil por perícia para favorecer a parte interessada.

Segundo a investigação, o esquema vigorou pelo menos entre os anos de 2008 a 2016 e beneficiou empresas de pequeno, de médio e de grande porte, inclusive multinacionais, com faturamentos bilionários.

Os denunciados são acusados de corrupção passiva e ativa, falsa perícia e associação criminosa. As penas podem passar de 20 anos de prisão e pagamento de multa.

Os denunciados estão separados em nove processos que somam mais de 8 milhões de reais em pedidos de indenização pelos danos morais causados.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 185 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Divulgação





NSC / LSI
Copyright © 1999-2018 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal