Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

09/10/2017 - G1 Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Polícia prende grupo suspeito de aplicar golpe do empréstimo pela internet

Quadrilha usava o nome de um banco peruano de verdade e o CNPJ e endereço de uma outra empresa do ramo imobiliário para enganar as vítimas.

Cinco homens foram presos no Centro de São Paulo suspeitos de aplicar o golpe do empréstimo pela internet. As vítimas tinham que depositar um sinal e adiantar prestações. A polícia já sabe que eles enganaram pessoas em outros estados.

Entre os objetos apreendidos estão cartões, dinheiro, contratos e muitos celulares. A investigação começou quando uma mulher procurou a polícia dizendo que pediu um empréstimo, mas não recebeu o dinheiro.

Para enganar as vítimas, os estelionatários usam o nome de um banco peruano de verdade e o CNPJ e endereço de uma outra empresa do ramo imobiliário.

A polícia descobriu que o CNPJ usado pelos golpistas pertence realmente à Creddit Tetto Participações, que não atua no ramo de empréstimos. Em novembro do ano passado, os advogados da empresa entraram com um pedido de inquérito policial para investigar o uso dos seus dados no golpe.

Uma vítima contou para a reportagem do SP2 como caiu no golpe. A vergonha é tanta que ela só concordou falar por telefone, sem ser identificada. A jovem pediu um empréstimo de R$ 6 mil reais e, para o dinheiro ser liberado, ela disse que tinha que pagar várias taxas.

Na página na internet, os golpistas prometem "crédito pessoal online de forma flexível, inovadora e descomplicada". Dá até para consultar as taxas de juros.

O SP2 foi ao endereço da Alameda Santos que aparece no site da empresa de empréstimos. As recepcionistas disseram que a empresa nunca funcionou neste prédio.

“São vítimas muito simples, tanto que tinham vítimas que estavam pedindo empréstimo para pagar conta de luz. São vítimas com nome sujo já, sem crédito no mercado, que não conseguiriam pegar em bancos, bem endividadas”, disse a delegada responsável pela investigação.

As instituições financeiras que podem conceder empréstimo são credenciadas pelo banco Central. Saiba como fazer essa consulta.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 14 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal