Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

28/09/2017 - G1 Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Quadrilha é presa por falsificar documentos e adulterar veículos no ES

Quadrilha ainda quitava dívidas com o Detran de forma irregular e adulteravam documentos de veículos roubados, segundo a polícia. Três pessoas estão foragidas

Dezoito pessoas foram indiciadas pela Polícia Civil, suspeitas de falsificação de documentos, quitação irregular de dívidas com o Departamento Estadual de Trânsito do Espírito Santo (Detran) e adulteração de veículos, no Espírito Santo. Dos indiciados, duas pessoas estão foragidas.

“Eles realizavam furtos mediante fraude por meio de hackeamento de contas bancárias. Principalmente de pessoas jurídicas de outros estados, como São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná. Eles realizavam a subtração de valores dessas contas e usavam esses valores para realizar a quitação de débitos com o Detran”, explicou o delegado Ricardo Monteiro Toledo.

As investigações duraram nove meses. A quadrilha falsificava documentos pessoas e de trânsito, como carteira de motorista, e compra e venda de veículos roubados.

De acordo com as investigações, Alfredo de Souza, Andrea Leone, e Naudianer Vieira eram os chefes da quadrilha. Alfredo dizia ser funcionário do Detran e negociava dívidas de pessoas com o órgão.

Billy John Brito, Patrick Werneck e Jhonnatan Barbosa receptavam, adulteravam os documentos e depois vendiam os carros roubados.

Seis integrantes do grupo foram presos. Necivaldo Santos de Jesus e Andrea Leone tiveram prisão temporária decretada e fugiram.

A polícia também está a procura de um hacker que trabalhava para a quadrilha. Segundo a polícia, ele e Andreia invadiam as contas de empresas de outros estados.

A qualidade dos documentos feitos pelos criminosos surpreenderam a polícia, mas não há indícios de participação de funcionários do Detran. Dez pessoas que pediram serviços à quadrilha foram indiciadas por receptação.

“Nós tivemos muita dificuldade, porque a organização criminosa tinha uma complexa divisão de tarefas e atribuições. Eles não usavam a telefonia, só se comunicavam por meio de aplicativos, visando evitar que pudessem ser descobertos”, afirmou o delegado.

A operação continua e a Polícia Civil pede ajuda da população para prender os foragidos. Quem tiver alguma informação deve ligar para o disque denúncia no 181.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 17 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal