Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

06/10/2017 - Folha do Progresso Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Polícia prende associação criminosa envolvida em fraudes ao INSS em Castanhal

Por: Gabriela Piran

Vereador do Maranhão estava envolvido no esquema de fraudes e também foi preso

A Polícia Civil desarticulou, nesta quinta-feira, 5, uma associação criminosa voltada a realizar fraudes junto ao INSS, em Castanhal, nordeste do Estado. Durante a operação, foram presos Francisco Ferreira Gonçalves; Agripino Moreira; Lucilene da Silva Santana; Maria Irismar Ferraz da Silva e o vereador do município de Itinga, no Maranhão, Raidean Silva Conceição. As prisões foram realizadas após a equipe de policiais civis ser avisada por servidores do INSS de que duas mulheres suspeitas tentavam transferir benefícios previdenciários do Maranhão para a Agência de Castanhal.

Assim, os policiais foram até a agência do INSS, onde interrogaram as mulheres. Durante o interrogatório, explica o delegado Rayrton Carneiro, por várias vezes as duas entraram em contradição. Eles também chegaram a se identificar com nomes diferentes. Durante o interrogatório, as mulheres admitiram toda a fraude e apontaram o vereador como o “cabeça ” da associação criminosa. De imediato, os policiais civis iniciaram as buscas ao vereador. “Segundo as mulheres, o vereador estava na cidade de Castanhal acompanhado de outros idosos que também estariam fraudando a previdência”, detalha o policial civil.

Os policiais civis comandados pelos delegados Rayrton Carneiro e Vitor Fontes conseguiram abordar a caminhonete de Raidean. No veículo, além do vereador, estavam dois idosos e diversos documentos, como certidões de nascimento, carteiras de identidade, CPF, cartões bancários, extratos previdenciários e requisição de benefícios. Cada idoso possuía de 2 a 4 carteiras de identidade com nomes diferentes. Em depoimento, os idosos admitiram envolvimento no esquema de fraudes e apontaram o vereador como o líder da associação criminosa. Raidean, por sua vez, reservou-se ao direito de permanecer calado e não respondeu ao interrogatório. Todos foram autuados em flagrante delito pelos crimes de associação criminosa, falsificação de documento público, uso de documento falso e estelionato.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 59 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal