Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

29/09/2017 - UOL Notícias Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Golpe usa vale-presente de O Boticário para enganar usuário no WhatsApp

Por: Bruna Souza Cruz


Quer ganhar um cupom de desconto para compras na rede O Boticário? Se você recebeu alguma mensagem com um convite parecido, talvez tenha caído em um golpe. Cibercriminosos estão usando o WhatsApp e o nome da rede de cosméticos e perfumes para tentar roubar informações pessoais dos usuários.

Segundo a Psafe, empresa de segurança digital, o golpe está no ar há dois dias e já atingiu mais de 400 mil usuários em pouco mais de 48h. Nem todos foram infectados pelo malware, mas eles chegaram a receber o conteúdo malicioso.

O Boticário confirmou que a mensagem é falsa e afirmou que está adotando as providências cabíveis em relação à tentativa de fraude. Além disso, a empresa recomenda que, em caso de dúvidas sobre as promoções válidas, os usuários procurem os canais oficiais de comunicação com o consumidor (site, redes sociais, telefone e lojas).

E como funciona?

Tudo começa com uma mensagem que informa falsamente que a empresa está com uma promoção de primavera. Elas citam um vale-presente gratuito e exibe um link para o interessado acessar.

Ao abrir o link, uma pesquisa passa a ser exibida. A condição para ganhar o falso cupom de desconto é responder as questões e ao final compartilhar a "promoção" com 10 contatos do WhatsApp.

"Depois de compartilhar com 10 amigos, irá aparecer o botão 'baixar vale-presente' basta clicar e confirmar seus detalhes na próxima página", informa o texto que aparece no golpe.

Depois deste compartilhamento, a Psafe explica que usuário pode ser induzido a se cadastrar em serviços de SMS pago (que em geral efetuam cobranças indevidas em planos pós pagos ou consomem o crédito do celular) ou ainda incentivado a baixar aplicativos, que neste caso são falsos e podem infectar o celular com outros malwares.

Caso você tenha caído no golpe, a empresa sugere que você entre em contato com a operadora do seu celular para cancelar o serviço de SMS pago.

Dicas de segurança

Como prática para diminuir as chances de cair em golpes como esses, especialistas indicam:


  • Mantenha o sistema operacional do celular sempre atualizado;

  • Desconfie de links suspeitos e de conteúdos muito chamativos (como notícias apelativas e promoções improváveis). Mesmo que a mensagem venha de alguém da família, fique atento(a). Talvez seja interessante perguntar para a pessoa do que se trata o conteúdo da mensagem;

  • Desconfie de mensagens que apresentem erros gramaticais ou de grafia;

  • Avalie criticamente mensagens que peçam que você compartilhe conteúdo com a sua lista de contatos;

  • Não responda pedidos de desconhecidos para que você compartilhe dados pessoas como cartão de crédito, conta de banco, aniversário, senhas, etc;

  • O WhastApp nunca vai enviar mensagens diretas a você. Lembre-se que o aplicativo é gratuito e você nunca terá que fazer algo para usar o app de graça;

  • Quando você recebe um cupom ou uma promoção pelo WhatsApp, antes de clicar no link cheque no site oficial da empresa se a oferta é real e confirmada pela loja em questão;

  • Instale um bom antivírus e também o mantenha atualizado.


Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 62 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal