Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

30/06/2017 - UOL Notícias Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Golpe no WhatsApp prejudica 200 mil com vaga de emprego falsa no Carrefour


Hackers criaram e disseminaram no WhatsApp um golpe que promete uma participação em um falso processo seletivo na rede de supermercados Carrefour, com salários de até R$ 1.852. O alerta veio da empresa de segurança digital PSafe, que também afirmou que em menos de 24 horas, mais de 200 mil pessoas já compartilharam a falsa promessa.

O golpe consiste em receber um link pelo aplicativo de mensagens, alertando que o Carrefour está contratando profissionais com urgência, sem necessidade de ter experiência e para início imediato.

Ao acessar o endereço para checar as vagas disponíveis, é solicitado que o "candidato" responda a três perguntas: "Você conhece ou frequenta o Carrefour da sua cidade?", "Você tem carteira de trabalho e realmente está interessado nessa vaga?" e "É maior de 18 anos?".

Independentemente das respostas fornecidas, a vítima é encaminhada para uma nova página que alega que só é possível agendar a suposta entrevista de emprego se compartilhar a oportunidade com 15 amigos via WhatsApp, para "preencher o mais rápido possível as vagas". Dessa maneira, o golpe é disseminado rapidamente, com média de 10 mil cliques por hora.

Telas do Golpe no WhatsApp que prejudicou 200 mil pessoas com vaga de emprego falsa no Carrefour
Após o compartilhamento, o usuário é levado a se cadastrar em serviços de SMS pago -que efetuam cobranças indevidas- ou baixar apps falsos, que podem infectar o smartphone e deixá-lo vulnerável a outros tipos de crimes ou prejuízo financeiro.

O ataque ainda conta com comentários de falsos usuários alegando que conseguiram a vaga de emprego, com o intuito de validar o golpe, como, por exemplo, "Estou contratada, graças a Deus", "Gente, vou começar a trabalhar amanhã" e "Juro que pensei que era mentira, mas não é".

Para não se tornar uma vítima de hackers, é necessário que os usuários consultem sempre páginas oficiais de empresas para se certificarem que se trata de uma oportunidade verídica.

"Os cibercriminosos tendem a desenvolver golpes que, supostamente, atenderiam às necessidades de uma grande parcela da população e ainda utilizam o nome de marcas reconhecidas para trazer credibilidade", diz o gerente de Segurança da PSafe, Emilio Simoni.

Outra reação a ser tomada é desconfiar de promoções exageradas que chegam por mensagens e checar sempre a veracidade ao entrar em contato com a empresa.

Além disso, instale um software de segurança com a função 'antiphishing', que percebe e filtra os golpes que usam "iscas" para enganar o usuário.

Caso o usuário tenha caído no golpe, entre em contato com a operadora do seu celular para cancelar o serviço de SMS pago.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 196 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal