Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

24/10/2016 - Guia do Estudante Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

VEJA revela fraude da Uninove e Unip para obter boa nota no Enade

Por: Ana Paula Lourenço, Ana Prado e Guilherme Eler

Desempenho no Enade pode melhorar a reputação da instituição e garante a adesão de um grande número de estudantes por meio do ProUni e Fies

A revista VEJA desta semana traz uma reportagem extensa denunciando fraudes praticadas por duas das maiores universidades privadas do Brasil: a Universidade Nove de Julho (Uninove) e a Universidade Paulista (Unip). O objetivo era conseguir um bom resultado no Enade (Exame Nacional de Desempenho de Estudantes), exame que mede a qualidade do ensino superior.

A avaliação ocorre a cada três anos para cada área do conhecimento e é obrigatória para os alunos que estão no último ano de sua graduação (ou seja, que já concluíram pelo menos 80% da carga horária exigida).

Os seus resultados, aliados às respostas do Questionário do Estudante, são usados para o cálculo dos indicadores de qualidade da educação superior do Ministério da Educação. Ter uma boa nota no Enade melhora a reputação da instituição e garante a adesão de estudantes por meio do ProUni e Fies.

As manobras

Um conjunto de vídeos, áudios e e-mails mostrou como funcionava o esquema de fraudes nas duas universidades. As manobras envolviam, basicamente, impedir a participação na prova de estudantes considerados “fracos”, para evitar, assim, que prejudicassem a média final da instituição.

Isso era feito principalmente de três formas: forçando a reprovação desses alunos ou deixando de oferecer certas disciplinas em determinados semestres, para impedir que conseguissem o número mínimo de créditos exigidos para fazer o exame (e não pudessem, assim, ser enquadrados como “concluintes”); ou apressando a sua formação, mesmo que tivessem disciplinas pendentes.

Além de forçar o aluno a demorar mais tempo para se formar, essas práticas podiam incorrer na perda de bolsas de estudo e de estágios pelos estudantes. Além disso, a Uninove ainda editava as respostas dadas pelos alunos no Questionário do Estudante, que traz perguntas referentes à qualidade das instalações, do curso e do ensino na instituição.

À reportagem da revista, as duas universidades negaram qualquer irregularidade. O MEC afirmou que pretende investigar o assunto. A reportagem, na íntegra, está disponível para assinantes no site de VEJA.com.

Procurada pelo GUIA DO ESTUDANTE, a Uninove ainda não se pronunciou. Já a Unip enviou nesta segunda (24) o seguinte comunicado:

A UNIP refuta com veemência as alegações constantes em matéria recentemente publicada. A instituição não é responsável pelo que, eventualmente, possam ter dito alguns professores em conversas fora de contexto, gravadas inadvertidamente, e agora expostas, tantos anos depois.

A UNIP preza pela excelência do seu ensino, fato reconhecido por seus milhões de alunos, ex-alunos e colaboradores, e confirmado, ano após ano, por seu desempenho inquestionável em diversos rankings de qualidade, tanto oficiais como levantamentos independentes, caso do RUF – da Folha de SP.

Universidade Paulista – UNIP. 24/10/2016

Atualização em 26/10/2016: A Uninove enviou sua resposta ao GUIA DO ESTUDANTE:

A UNINOVE reitera veementemente seu compromisso com a educação de qualidade e lisura na adoção dos processos acadêmicos.

A UNINOVE é uma das instituições na cidade de São Paulo que inscreve os maiores números de concluintes no Exame ENADE. Foram mais de 23 mil alunos concluintes inscritos nos últimos 6 anos. Clara e definitivamente, os excelentes resultados apresentados são decorrentes do empenho de cada aluno e da dedicação de seus professores.

No mesmo período a UNINOVE recebeu 117 comissões de avaliação in loco, momentos em que 235 avaliadores oficiais do MEC tiveram acesso a dados e documentos institucionais, entrevistaram alunos, professores e funcionários, avaliaram o compromisso da instituição com ensino, pesquisa científica, serviços oferecidos à comunidade, titulação e experiência profissional do corpo de professores e qualidade do projeto pedagógico e vistoriaram as instalações, como: salas de aula, laboratórios, clínicas, e infraestrutura de tecnologia de informação e comunicação disponíveis aos alunos.

O resultado dessas avaliações tem reafirmado a formação de excelência de nossos alunos para o mercado de trabalho e para a vida.

Há mais de 60 anos a UNINOVE se dedica à educação de qualidade, que não é obtida por um único indicador e, sim, por um conjunto de itens seriamente avaliados, e também constatados em importantes rankings nacionais e internacionais, como: Guia do Estudante, RUF, Scimago e Times Higher Education. ​

Assessoria de Comunicação e Imprensa UNINOVE

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 183 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal