Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

10/12/2007 - O Globo Online Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Médica é indiciada por emprestar CRM à falsificação

Por: Bruno Versolato


SÃO PAULO - A polícia de Angatuba pediu o indiciamento da médica Adriana dos Reis Nina como co-autora nos crimes de falsidade ideológica, falsificação de documentos e por colocar a vida de pacientes em risco. Nina é acusada de ceder o registro no Conselho Regional de Medicina (Cremesp) para Adriana Fattori Giubert, presa no último dia 5 por atuar como falsa médica na capital e interior de São Paulo. A polícia desconfia da existência de uma máfia de falsos médicos, que atuariam por meio de cooperativas.

A médica nega ter contato com Adriana. No entanto, seu número aparece na agenda telefônica de Adriana com o nome de "Adri Nina". Segundo o delegado Hélio da Silva Rolim, o grampo telefônico feito no celular da falsa médica aponta outra prova contra Nina. Dias antes da prisão, Nina teria ligado para Adriana avisando que teriam procurado ela na Santa Casa para obter informações sobre seu registro profissional.

Nina é residente do curso de pediatria na Santa Casa de São Paulo. Ela se formou pela Universidade Tecnica Privada Cosmos, de Cochabamba, na Bolívia. Ao ser presa, Adriana apresentou um diploma da mesma faculdade que Nina teria cursado. Segundo Rolim, Adriana disse no depoimento que Nina teria tido dificuldades para conseguir validar o diploma boliviano no Brasil e, por isso, decidiu ajudar a falsa médica a conseguir um número de registro médico.

O indiciamento de Nina foi pedido por Rolim por carta precatória à Justiça de São Paulo.

A médica foi procurada para comentar o assunto, mas não foi achada e não retornou os recados para esclarecer a denúncia. A Santa Casa informou que não iria se pronunciar enquanto nada fosse provado contra a aluna. A instituição adiantou que a documentação de Nina foi checada. Ninguém do Cremesp foi localizado para comentar o pedido de indiciamento da médica.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 378 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal