Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

06/11/2015 - UOL Notícias Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Ex-diretor de RH é preso acusado de desviar R$ 2 mi de prefeitura em MG

Por: Renata Tavares


O ex-diretor do departamento de Recursos Humanos da Prefeitura de Ituiutaba (678 quilômetros de Belo Horizonte, em Minas Gerais), Washington Doniro Pinheiro da Silveira, foi preso na noite de quarta-feira (4) sob a acusação de desviar mais de R$ 2 milhões entre 2009 e 2015.

Doniro foi apontado como mentor e principal executor de um esquema de fraude na folha de pagamento dos médicos da cidade. Além dele, outras três pessoas foram indiciadas, entre elas dois funcionários da controladoria e o secretário municipal de Fazenda, Administração e Recursos Humanos, Luiz Félix.

Segundo a delegada Daniela Medeiros, Doniro fazia falsa atribuição de plantões médicos no Pronto Socorro Municipal e desviava o valor para uma conta particular. O inquérito tem mais de 3.000 páginas e durou oito meses de investigação.

Ao todo 15 médicos tiveram documentos adulterados."Todo departamento de RH tem a folha de pagamento. Essa folha era entregue para ele, ele pegava e fazia a adulturação. Lá, colocava os plantões a mais que pretendia desviar", disse a delegada.

O secretário vai responder por omissão, já que, em depoimento, disse ter percebido um aumento significativo na folha de pagamento entre 2009 e 2010. "Ele teria condições de ter percebido o golpe e sentido que ali teria um desvio. Poderia ter solicitado uma auditoria na própria pasta", disse a delegada.

Por meio da assessoria de imprensa, a Prefeitura de Ituiutaba informou que a denúncia foi feita pela própria prefeitura em abril deste ano depois que uma das funcionárias percebeu uma anomalia na folha de pagamento e apresentou ao secretário Luiz Félix.

Segundo a assessoria, Luiz Félix está em período de férias e fora da cidade e não poderá comentar sobre o indiciamento.

Washington Doniro Pinheiro da Silveira era funcionário de carreira e foi exonerado do cargo logo após o início da investigação da Polícia Civil. O UOL tentou contato com o seu advogado, Aurélio Pajuaba Nehme, mas ele não atendeu às ligações.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 347 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal