Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

23/09/2015 - UOL Notícias / BBC Brasil Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Golpe envolvendo programa de Xuxa expõe centenas de celulares no Facebook


Entre segunda à noite e terça-feira, centenas de pessoas divulgaram seus números de telefone no Facebook, após um pedido na página Xuxa Oficial: "Galera, deixa o número de vocês! Vou ligar".

O post acabou desaparecendo da página, mas perfis não oficiais do programa de televisão da apresentadora lançaram apelos parecidos, enganando multidões de fãs no afã de falar com Xuxa e concorrer a prêmios de até R$ 2 mil prometidos pelo programa.

O caso não é único. Nas redes sociais, é comum encontrar supostas páginas de artistas e empresas que pedem que seguidores informem telefones para sorteios e promoções - os convites, sempre sedutores, encobertam golpes eletrônicos comuns (veja lista abaixo).

Quase idênticas, páginas oficiais e falsas se diferenciam apenas por um pequeno ícone azul ao lado do título. Discreto, este símbolo foi criado pelo Facebook para ajudar internautas a conferirem a autenticidade de páginas de artistas e empresas.

Procurada pela reportagem, a produção de Xuxa na TV Record disse que não comentaria o caso.

Mas, afinal, é seguro mostrar telefones pessoais em páginas públicas – mesmo que oficiais – nas redes sociais?

Para especialistas em segurança online, a resposta é não, já que o perigo não está necessariamente nas intenções de quem pede seus dados, mas nos milhões de pessoas que poderão vê-los em caixas de comentários e usá-los para o bem ou para o mal.

"O Facebook facilita a vida do criminoso", diz o chileno Ariel Torres, executivo da empresa de antivírus F. Security. "Dependendo das configurações de segurança, qualquer um pode acessar detalhes sobre sua vida pessoal, afetiva, financeira e profissional e fazer o que bem entender com isso."

A seguir, a BBC Brasil lista os golpes mais comuns envolvendo números de celulares nas redes sociais.

'Sequestro' virtual

Não sabe por que raios você ou alguém próximo recebeu o telefonema de um suposto sequestrador, que informa o nome e a idade de seus filhos, além do lugar onde eles estudam, exigindo dinheiro em troca da "liberdade" deles?

É provável que os criminosos tenham encontrado todas estas informações em seu perfil no Facebook.

Por isso, além de evitar que outras pessoas vejam seus telefones, pense duas (ou três vezes) antes de indicar publicamente quem são seus filhos, pais e outros parentes em seu perfil na rede social.

'SMS bomba'

Também pode ter nascido nas redes sociais a mensagem de texto enviada para seu smartphone informando que você é "o sortudo que ganhou uma viagem para o Caribe", "um prêmio de R$ 10 mil" ou "um par de entradas para o Beto Carreiro World".

A partir das páginas que você curte e dos grupos que participa, quadrilhas refinam seus golpes e oferecem exatamente aquilo que você gostaria de ganhar. Depois de perceber seu interesse, novas mensagens SMS são enviadas pedindo seus dados bancários ou um "depósito inicial para garantir o prêmio".

"Os usuários tendem a clicar em links perigosos ou responder com dados sem pensar", diz Torres. "No mundo 'mobile' (celular), as pessoas ainda são menos conscientes sobre ameaças do que já são pelo computador."

'Spam grátis'

Muitas vezes, as mensagens decorrentes da exposição de números de telefone não representam riscos diretos à sua segurança – mas sim à sua paciência.

Companhias de diferentes segmentos podem pescar seus números em páginas de artistas ou empresas concorrentes para enviar mensagens oferecendo descontos que vão de tratamentos de beleza a a descontos em restaurantes.

"Este é o caso menos invasivo, mas não dá para diferenciar com clareza ofertas reais das irreais. Portanto, é melhor ignorar", diz o executivo.

'Bullying' e ameaças

Ter acesso ao número do seu telefone pessoal encurta bastante o caminho de quem quer ameaçar ou ofender você.

"Dependendo das configurações do seu perfil, qualquer um pode saber se você está namorando, se está solteiro, para onde foi ontem e onde estará amanhã", diz Torres.

Estas informações podem ser a isca que os adeptos de perseguição ou humilhação virtual buscam. Eles podem, por exemplo, enviar fotos encontradas em seus perfis ou no de amigos para intimidar ou chantagear você.

Com seu número em mãos, também podem fingir ser outra pessoa para "arrancar" informações privadas que você só compartilharia com amigos íntimos.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 350 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal