Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

23/09/2014 - Folha de São Paulo Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Ministério Público denuncia oito funcionários da Embraer por suborno


O Ministério Público Federal abriu ação criminal contra oito funcionários da Embraer acusados de pagar propina a membros do governo da República Dominicana em troca da assinatura de um contrato de US$ 92 milhões. A informação acordo com o jornal "The Wall Street Journal".

De acordo com a reportagem, executivos da companhia pagaram US$ 3,5 milhões para que um coronel aposentado da Força Aérea Dominicana pressionasse autoridades do país a aprovar o contrato de compra de oito aviões Super Tucanos, produzidos pela Embraer.

A denúncia criminal é fruto de trabalho conjunto com o Departamento de Justiça norte-americano e a Comissão de Valores Mobiliários dos EUA.

O negócio foi concluído e as aeronaves entregues às Forças Armadas do país caribenho.

Os executivos da Embraer foram indiciados por corrupção em uma transação internacional –crime que prevê pena de até oito anos de prisão– e lavagem de dinheiro.

A Embraer é a terceira maior fabricante de aviões comerciais do mundo em vendas e emprega mais de 18 mil funcionários em fábricas no Brasil, na China, em Portugal, na França e nos Estados Unidos.

OUTRO LADO

Procurada pela Folha, a companhia disse, em comunicado, que não pode comentar "qualquer aspecto do caso".

"Uma vez que os fatos estão sob apuração no Brasil e nos Estados Unidos, a companhia não pode fazer comentários adicionais sobre qualquer aspecto do caso, inclusive em relação ao processo em andamento no Brasil, do qual não é parte."

A Embraer informou que desde 2011 está sendo investigada nos Estados Unidos, em caso similar, por possíveis violações à legislação anticorrupção americana.

A empresa afirma que tem tratado do assunto com "absoluta seriedade".

Segundo a nota, desde que soube da investigação nos EUA, a Embraer contratou advogados especializados para conduzir uma investigação interna. A companhia diz estar cooperando com as autoridades.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 221 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal